Mais Esportes

enhanced by Google
 

Ginástica artística do Brasil vai a Londres com recorde de atletas

O iG comparou os resultados dos atletas no Pré-Olímpico com as notas dos medalhistas no Mundial e Pan, em 2011 e Jogos de Pequim-2008

Mauricio Nadal, iG São Paulo | 14/01/2012 07:00

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

O Pré-Olímpico de ginástica artística, realizado na North Greenwich Arena, em Londres terminou nesta sexta-feira e o Brasil levará para as Olimpíadas sua maior delegação da história da competição, com um total de nove atletas. Além da equipe feminina (composta por seis ginastas), que vai aos Jogos pela terceira vez seguida, os homens serão representados nas provas individuais por Diego Hypólito, Arthur Zanetti e uma vaga a definir, que deve ser de Sérgio Sasaki.

Leia mais: Arthur Zanetti leva o segundo ouro do Brasil no Pré-Olímpico

O iG comparou os resultados dos destaques brasileiros no Pré-Olímpico, com a pontuação obtida pelos atletas em três competições importantes da modalidade: Mundial de Ginástica de 2011, Jogos Pan-Americanos e Olimpíadas de Pequim, com o propósito de analisar as chances dos ginastas nas Olimpíadas de Londres.

Veja ainda: Jade Barbosa fatura o ouro na prova de saltos

Arthur Zanetti surgiu como grande revelação da ginástica brasileira em 2011. O atleta é o atual vice-campeão mundial da prova das argolas - derrotado pelo campeão olímpico, o chinês Yibing Chen - e ficou com a prata no Pan. Além disso, é indicado na projeção feita pelo jornal dos EUA, "USA Today", como futuro medalhista de prata em Londres.

Confira tudo sobre as Olimpíadas no blog Espírito Olímpico

No entanto, a nota de 15.533, que lhe deu o ouro no Pré-Olímpico, colocaria o brasileiro na oitava posição nas Olimpíadas de Pequim. A pontuação conquistada pelo ginasta nessa semana foi inferior à conseguida no Mundial do ano passado e no Pan, quando ficou com a nota 15.600, em ambas as competições.

Veja fotos dos brasileiros no Pré-Olímpico de Ginástica:

<span>Emocionadas, brasileiras celebram a vaga para Londres</span> - <strong>Foto: EFE</strong> <span>Daiane dos Santos se apresenta no solo nesta quarta-feira</span> - <strong>Foto: Reuters</strong> <strong>Publicidade</strong> <span>Decisiva para a classificação do Brasil, Daniele Hypólito prepara as barras assimétricas</span> - <strong>Foto: Reuters</strong> <span>A ginasta brasileira Bruna Leal se aquece nesta quarta-feira, em Londres</span> - <strong>Foto: Reuters</strong> <span>Zanetti comemora a boa apresentação nesta quinta, em Londres</span> - <strong>Foto: AFP</strong> <span>Arthur Zanetti entrou como favorito na final, pois foi o melhor na classificatória</span> - <strong>Foto: AFP</strong> <span>Arthur Zanetti na apresentação que lhe rendeu o ouro nas argolas</span> - <strong>Foto: AFP</strong> <span>Jade Barbosa no Pré-Olímpico de ginástica</span> - <strong>Foto: AFP</strong> <span>Jade recebe a medalha de ouro conquistada nesta quinta-feira</span> - <strong>Foto: Getty Images</strong> <span>Brasileira Ethiene Franco reza enquanto a companheira Adrian Gomes se apresenta na trave</span> - <strong>Foto: AP</strong> <span>Ginastas brasileiras comemoram a classificação para as Olimpíadas</span> - <strong>Foto: EFE</strong>



Já a ginasta Jade Barbosa, que não participou do Pan devido a uma lesão no tornozelo, brilhou na prova dos saltos e ficou com o ouro no Pré-Olímpico, com a pontuação de 14.799. Com essa nota, a ginasta ficaria com a medalha de prata no Mundial de Tóquio, em 2011 e subiria no lugar mais alto de pódio no Pan de Guadalajara, porém não ficaria entre as três primeiras nos Jogos de Pequim.

Confira também: Daiane fecha campanha do Brasil no Pré-Olímpico com bronze no solo

Para finalizar, a equipe feminina do Brasil, que garantiu pela terceira vez consecutiva vaga nas Olimpíadas, contabilizou 217.985 pontos no Pré-Olímpico. A pontuação daria ao Brasil a medalha de prata por equipes no Pan. Em Guadalajara, as meninas decepcionaram e ficaram apenas na 5ª posição, com 209.975. A nota também é superior aos 212.497 obtidos no Mundial de 2011, que rendeu ao Brasil a 14ª colocação na competição. No entanto, a melhora no desempenho não colocaria as brasileiras entre as oito seleções finalistas.

Nesta sexta-feira a ginasta Daiane dos Santos fechou a participação do Brasil no Pré-Olímpico com uma medalha de bronze no solo. Assim, os ginastas brasileiros finalizam a campanha em Londres com três pódios.

E mais: Ginástica feminina conquista vaga olímpica pela terceira vez consecutiva

Após as comparações de resultados e o histórico de conquistas dos ginastas brasileiros, Arthur Zanetti, que irá a Londres para participar da prova das argolas, Jade Barbosa nos saltos e Diego Hypólito, bicampeão mundial no solo, podem ser considerados as grandes esperanças da ginástica artística brasileira nas Olimpíadas de Londres.
 

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo