Tamanho do texto

Atleta disse que não pensa em tentar, pela terceira vez na carreira, levar para os gramados a arte que mostra nas quadras

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237882336677&_c_=MiGComponente_C

O Santos armou nesta quarta-feira uma grande recepção para Falcão, astro contratado para reforçar a nova equipe de futsal do clube. Na apresentação oficial, o jogador de 33 anos voltou a afirmar que é santista de coração e disse estar realizando um sonho por defender o time da Vila Belmiro.

Na entrevista coletiva, Falcão disse que não pensa em tentar, pela terceira vez na carreira, levar para os gramados a arte que mostra nas quadras. Um dos motivos é a idade, mas também considera pretensão demais querer entrar no time de Paulo Henrique Ganso, Neymar e Elano.

"Vim para jogar futsal. Adílson Batista está chegando e vai formar uma grande equipe e seria até falta de respeito querer tirar o lugar de alguém. Mas brinquei com o presidente (Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro) dizendo que sempre que for ao estádio ver o Santos jogar vou levar as minhas chuteiras", contou Falcão.

Depois de uma longa carreira de sucesso no futsal, e de passagens frustradas pelo futebol (defendeu São Paulo, Portuguesa e Palmeiras), Falcão revelou que não acreditava mais ser possível realizar o sonho de vestir a camisa do Santos, o seu clube de coração. "E o sonho se transformou em realidade. Hoje, o Santos é referência no Brasil. Teve força para trazer Robinho e Elano de volta, para segurar Neymar e Paulo Henrique Ganso e agora está se tornando potência do futsal. Vou honrar da melhor maneira essa camisa", prometeu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.