Tamanho do texto

Assessor do lutador acredita que uma luta entre os dois pode ser mais rentável em nova arena, que não estará pronta na data proposta

A luta entre Manny Pacquiao e Floyd Mayweather Jr , aguardada para 5 de maio de 2012, terá que ficar para depois. Isso porque Michael Koncz, o assessor financeiro do boxeador filipino disse que uma luta nesta data seria “tola do ponto de vista econômico”.

Leia também: Mayweather é condenado a 90 dias de prisão nos EUA

A afirmação vem do fato de que uma arena que está sendo construída em Las Vegas, com capacidade para 45.000 pessoas, não estará pronta até o final de maio, o que significaria uma luta em um palco com menor capacidade, acarretando lucros reduzidos.

Pacquiao foi desafiado por Mayweather pelo Twitter, na última terça-feira, para uma luta no MGM Grand Garden, em Las Vegas. Entretanto, com apenas 17.000 assentos, Koncz acredita que o duelo levantaria aproximadamente US$ 20 milhões (aproximadamente R$ 36 milhões) em vendas. Enquanto isso, a nova arena, com quase o triplo de capacidade, poderia arrecadar US$ 30 milhões (aproximadamente R$ 53,5 milhões).

“Por que eu falaria para Manny lutar no dia 5 e jogar fora uma porcentagem destes US$ 30 milhões? Isso é loucura”, explicou Koncz.

Floyd Mayweather tem uma pena por violência doméstica de 87 na prisão para cumprir , mas teve a punição adiada para poder participar do duelo na data prevista. Entretanto, apesar de já terem acertado a divisão das receitas em 50% para cada, a data ainda é ponto de discórdia entre os dois.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.