Tamanho do texto

Boxeador se declarou culpado das acusações de agressão a ex-mulher e de ter ameaçado dois dos filhos deles durante discussão

selo

Getty Images
Mayweather se declarou culpado para evitar uma pena de até 18 meses
Um dos maiores pugilistas do mundo na atualidade, o norte-americano Floyd Mayweather Jr . foi condenado nesta quarta-feira a 90 dias de prisão por violência doméstica, além de receber uma multa de US$ 2,5 mil e de ser obrigado a cumprir 100 horas de serviço comunitário. Para evitar uma pena de até 18 meses de detenção, ele se declarou culpado das acusações de agressão a ex-mulher e de ter ameaçado dois dos filhos deles durante uma discussão em setembro do ano passado. 

Relembre: Mayweather vence Ortiz por nocaute e conquista cinturão

Ao definir a sentença, a juíza Melissa Saragosa, do tribunal de Las Vegas, nos Estados Unidos, determinou que Mayweather comece a cumprir a pena de 90 dias em 6 de janeiro, quando deve se apresentar na cadeia. O pugilista de 34 anos e seu advogado não quiseram comentar a condenação, mas existe a possibilidade de que ele entre com um recurso.

Atual campeão mundial dos meio-médios , versão Conselho Mundial de Boxe, Mayweather ainda está invicto na carreira, com 42 vitórias (26 nocautes). Agora, com a prisão, fica ameaçada a luta que ele planejava fazer no dia 5 de maio, que poderia ser, inclusive, contra o filipino Manny Pacquiao , naquele que é o combate mais esperado dos últimos anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.