Tamanho do texto

Tyson Fury ganhou por pontos e superou o lutador ucraniano, que não saía derrotado de um ringue desde 2004

Wladimir Klitschko (à esquerda) e Tyson Fury trocam golpes em combate realizado na Alemanha
EFE/EPA/Rolf Vennenbernd
Wladimir Klitschko (à esquerda) e Tyson Fury trocam golpes em combate realizado na Alemanha

Um combate realizado na noite deste sábado marcou o fim de uma era no boxe. Em Dusseldorf, na Alemanha, o britânico Tyson Fury venceu Wladimir Klitschko por pontos, em decisão unânime dos juízes, e se tornou o novo campeão mundial entre os pesos-pesados, pondo fim a um reinado de quase dez anos do ucraniano, a segunda maior soberania na história do boxe.

Leia: Decote de Beyoncé desvia a atenção de badalada luta de boxe em Las Vegas

Klitschko, de 39 anos, era o detentor do cinturão por quatro entidades - Federação Mundial de Boxe (IBF), Organização Mundial de Boxe (WBO), Organização Internacional de Boxe (IBO) e Associação Mundial de Boxe (WBA) - e está entre os dominantes da categoria desde 1998. Até encarar Fury, ostentava um cartel com 64 vitórias em 67 lutas, e a última derrota havi sido em abril de 2004, para o americano Lamon Brewster. Campeão olímpico em Atlanta-1996, é considerado um dos maiores boxeadores da história.

Wladimir Klitschko sangra em luta na qual acabou derrotado por Tyson Fury
EFE/EPA/Rolf Vennenbernd
Wladimir Klitschko sangra em luta na qual acabou derrotado por Tyson Fury

Fury, que agora tem retrospecto como profissional de 25 vitórias e nenhuma derrota, é o primeiro britânico a ser campeão dos pesados de boxe desde 2011. Ele dominou quase que totalmente seu rival com combinações de golpes esquerda-direita.

Klitschko, apesar de tudo, demonstrou ser um boxeador com recursos e com bons jabs de esquerda, conseguindo parar os golpes do britânico. Fury, no entanto, não se assustou e mudou constantemente sua guarda para se esquivar das tentativas de reação do ucraniano, que no oitavo assalto começou a sangrar na bochecha.

Tyson Fury exibe os cinturões mundiais dos pesos-pesados
EFE/EPA/Rolf Vennenbernd
Tyson Fury exibe os cinturões mundiais dos pesos-pesados


Sabendo que os pontos não lhe eram favoráveis, Klitschko tentou um ataque no último assalto que não deu os resultados esperados.

Após a vitória histórica na Alemanha, Tyson Cury mostrou talento com a voz e cantou "I don´t want to miss a thing", sucesso da banda de rock norte-americana Aerosmith, emocionando o público presente.

* Com agência EFE.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas