Mais Esportes

enhanced by Google
 

Usain Bolt revela nervosismo inédito antes de competição

Recuperado de lesão no tendão de Aquiles, corredor quer provar que "ainda é o melhor do mundo"

AE | 24/05/2011 11:34

Compartilhar:

O velocista Usain Bolt afirmou nesta terça-feira que pela primeira vez em sua carreira está se sentindo "um pouco nervoso" antes de uma competição. O recordista mundial dos 100 e 200 metros rasos fará a sua estreia nesta temporada nesta quinta-feira, na etapa de Roma da Liga Diamante. Será sua primeira participação em um evento desde quando foi derrotado pelo norte-americano Tyson Gay, em agosto passado. Na ocasião, ele foi superado pela primeira vez em dois anos.

O jamaicano assegurou que a derrota para Gay não alterou em "absolutamente nada" a sua continuidade no atletismo, lembrando que a qualquer momento ele realmente poderia ser batido por um rival. "Você perde algumas e você ganha algumas. Você nunca ganhará todas as corridas em toda a sua carreira. A última temporada não foi a minha melhor", admitiu Bolt.

O recordista mundial, porém, admite que agora correrá mais pressionado, tendo em vista o fato de que foi derrotado em sua última prova. "Eu quero provar ao mundo que eu ainda sou o melhor", disse Bolt, deixando a modéstia de lado.

Depois da derrota para Gay, Bolt encerrou a sua última temporada mais cedo por causa de uma lesão no tendão de Aquiles. "Pela primeira vez eu estou um pouco nervoso. Eu não corro há muito tempo", disse o jamaicano, para depois admitir que está com uma ansiedade diferente da que viveu antes de outras competições. "Eu sempre estou calmo e relaxado. Eu disse que estou um pouco nervoso, mas eu sei que estou entrando em forma. Eu e meu treinador trabalhamos muito para esta competição", reforçou.

Usain Bolt treina para a etapa de Roma da Liga Diamante

Na prova dos 100 metros rasos, grande atração da etapa de Roma da Liga Diamante, Bolt terá como principais rivais o jamaicano Asafa Powell, dono do melhor tempo da prova em 2010, e Christophe Lemaitre, atual campeão europeu.

Pressionado, Bolt também evitou fazer promessas de novas marcas em Roma. "Não trabalho para conseguir um novo recorde porque para mim não é o mais importante. Prefiro poder ganhar outras medalhas de ouro", enfatizou.

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo