Mais Esportes

enhanced by Google
 

Ministério do Esporte adota projeto da CBAt para escolas

Voltado para crianças de 7 a 12 anos, MiniAtletismo servirá para iniciação atlética dos jovens

Gazeta | 23/03/2011 13:13

Compartilhar:

Atendendo a um pedido da CBAt (Confederação Brasileira da Atletismo), o Ministério do Esporte passará a adotar o projeto MiniAtletismo, que enaltece a prática esportiva nas escolas. Um encontro realizado em Manaus-AM com representantes do Governo apresentou o planejamento - elaborado por especialistas da Iaaf (Federação Internacional de Atletismo, em inglês) - e algumas cidades já anunciaram interesse em colocá-lo em prática.

A cartilha distribuída pela Confederação detalhou a aplicação do projeto, voltado para crianças de 7 a 12 anos. Professores e monitores previamente orientados poderão desenvolver o projeto de iniciação atlética. Com um determinado espaço e material reciclado em que as próprias crianças ajudam a montar o evento, o plano pode ser implantado em escolas, clubes, associações comunitárias, etc.

"O diretor da Secretaria de Alto Rendimento do Ministério, Marco Aurélio Klein, telefonou-me e deu-me a boa notícia, de que o projeto será adotado pelo Ministério", disse Roberto Gesta de Melo. "O Ministério buscará um convênio com a Prefeitura de Anápolis-GO, para fazer um projeto piloto", disse Gesta, que lembrou ter sido o prefeito da cidade goiana, Antonio Roberto Gomide, presente ao encontro de Manaus, o primeiro a anunciar a adesão de sua cidade ao projeto da CBAt.

Paralelamente, outras entidades governamentais confirmam a intenção de implantar o MiniAtletismo. Caso, por exemplo, dos Governos do Pará, Ceará e Santa Catarina, conforme manifestação dos responsáveis pela gestão da área esportiva destes Estados. O ex-nadador olímpico Rogério Romero, Secretário Adjunto em Minas Gerais, também prometeu defender a implantação do projeto nas escolas mineiras.

A Prefeitura de Sapiranga, na Grande Porto Alegre, também anunciou a adesão ao MiniAtletismo, assim como várias associações de cidades de diferentes regiões do País, como Recife-PE, Guarulhos e Pindamonhangaba-SP.

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo