Tamanho do texto

Edwin Rotich foi agarrado por um torcedor em plena Corrida de Reis, no Mato Grosso, em cena que lembrou o caso de Vanderlei Cordeiro de Lima nas Olimpíadas de Atenas 2004

Momento em que o atleta queniano Edwin Rotich é agarrado pelo torcedor Walace de Souza Nogueira
Reproduçao TV Globo
Momento em que o atleta queniano Edwin Rotich é agarrado pelo torcedor Walace de Souza Nogueira

Em cena que lembrou o caso do brasileiro Vanderlei Cordeiro de Lima na maratona olímpica das Olimpíadas de Atenas 2004, o queniano Edwin Rotich teve que superar invasão de um torcedor para vencer a 29ª edição da Corrida de Reis, em Cuiabá (MT).

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Diferente de Vanderlei, que foi agarrado pelo padre irlandês Cornelius Horan e cruzou a linha de chegada na terceira colocação, Rotich não teve a liderança prejudicada pela invasão, ocorrida nos metros finais de prova.

Seguido de perto pelo compatriota Mark Korir e o brasileiro Daniel Silva, que terminaram a corrida na segunda e terceira colocações respectivamente, o queniano não percebeu a aproximação de um torcedor, que o agarrou e tentou tirá-lo do circuito da prova.

O invasor foi rapidamente afastado do atleta por três motos policiais. Preso, foi identificado como Walace de Souza Nogueira, homem de 33 anos que sofre de problemas psicológicos e já tem passagem por tentativa de assassinato. Segundo a PM, o ataque teria sido premeditado como forma de protesto.

Veja também: Quenianos vencem São Silvestre. Melhor brasileiro é quarto entre os homens

No feminino, a vitória ficou com Nancy Kipron, compatriota de Edwin Rotich. A queniana foi seguida por Anastazia Ghamaa, da Tanzânia, e Dorcas Talam, outra atleta do Quênia. Correndo em seu estado, Nadir Sabino ficou com a quinta colocação e foi a melhor brasileira na prova.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.