Tamanho do texto

O atleta Israel de Barros, de 40 anos, perdeu o controle de sua cadeira de rodas em ladeira que já vinha sendo criticada e se chocou contra muro do Pacaembu

Disputa pelas ruas de São Paulo começou antes das 7h,com a corrida dos cadeirantes
Futura Press
Disputa pelas ruas de São Paulo começou antes das 7h,com a corrida dos cadeirantes

A organização da prova de São Silvestre comunicou na tarde desta segunda-feira a morte de um dos participantes da prova. Israel de Barros, de 40 anos, que competia na bateria para atletas paralímpicos morreu após perder o controle de sua cadeira de rodas na ladeira da rua Major Natanael. Segundo relato de testemunhas, o cadeirante então se chocou com violência contra o muro do estádio do Pacaembu.

Comente esta notícia e deixe sua mensagem de apoio

Segundo a organização da prova, Israel foi prontamente atendido e encaminhado à Santa Casa, na região central, onde deu entrada às 7h35. Porém, não resistiu aos ferimentos e teve a morte decretada no mesmo local, às 8h50.

Leia mais sobre a Corrida de São Silvestre 2012

Confira abaixo o comunicado emitido pelos organizadores da prova:

O Comitê Organizador da 88ª Corrida Internacional de São Silvestre comunica o falecimento do atleta Israel Cruz Jackson de Barros, inscrito na categoria Cadeirante masculino. O fato ocorreu em razão de um acidente durante a prova realizada na manhã desta segunda-feira, em que o atleta se chocou contra o muro do Estádio do Pacaembu.

O atleta, segundo outros participantes, teria perdido o controle de sua cadeira na descida sofrendo uma queda muito forte. Prontamente atendido pela equipe médica do evento, que estava próximo ao local, Israel foi depois levado à Santa Casa de São Paulo ainda consciente, às 7h35, foi atendido pela equipe do hospital, mas, infelizmente, nao resistiu em razão da gravidade dos ferimentos e faleceu às 8h50.

O atleta estava devidamente inscrito na prova, obedecendo os critérios de seleção do evento cujas inscrições foram feitas pela Fundação Cásper Libero e supervisionadas pela organização técnica do evento e pela ADD - Associação Desportiva para Deficientes.

O Comitê Organizador está acompanhando o caso juntamente com a ADD para atendimento à família do competidor, uma vez que o mesmo não residia na Capital.

Atenciosamente,

Comitê Organizador da 88ª Corrida Internacional de São Sil vestre