Deshaun Watson é acusado de ejacular em massagista
Reprodução/Instagram
Deshaun Watson é acusado de ejacular em massagista

Mais uma massagista entrou com ação civil contra o quarterback do Cleveland Browns, Deshaun Watson, de 26 anos. Esta já é a 24ª suposta vítima a procurar as autoridades dos Estados Unidos para relatar casos de assédio e má conduta sexual do  atleta da NFL.

Veja abaixo galeria de fotos de Deshaun Watson:


O jornal "New York Post" publicou nesta segunda-feira detalhes desse processo. Watson é acusado de se masturbar e ejacular de forma não consensual em uma mulher que lhe fazia massagem, no apartamento dela, em agosto de 2020.

"No início da sessão, Watson não queria usar a toalha grande que normalmente é usada em uma massagem. Em vez disso, pediu uma toalha pequena. Também insistiu em iniciar a massagem com ele deitado de bruços", conta a massagista no processo.

"Watson lembrou que só queria que ela se concentrasse na parte superior do corpo e no abdômen. Ele então exigiu que ela trabalhasse na parte interna das coxas e no quadríceps. Durante a massagem, o tom de Watson tornou-se agressivo, pois ele repetidamente exigia que ela tocasse cada vez mais na parte interna das coxas, fazendo com que a mão dela alcançasse seu escroto", continua o documento.

O jogador teria então começado a fazer “contato visual penetrante” com o acusadora, deixando-a com medo por ser muito maior do que ela. Havia também o receio de que incomodá-lo provocasse retaliação contra sua pequena empresa.

"Enquanto ela tentava se concentrar em completar a massagem, em algum momento, Watson teve uma ereção, fazendo com que sua toalha caísse. A essa altura, Watson estava completamente nu e exposto. Watson então começou a se masturbar", detalha o processo.

"Ela imediatamente interrompeu a massagem. Aparentemente respondendo ao olhar de choque em seu rosto, Watson disse: 'Relaxe. Não há problema em tocá-lo'. Watson então se levantou e continuou se masturbando de forma mais agressiva. Ao fazer isso, perguntou: 'Onde você quer que eu coloque isso?' Ela congelou. Watson ejaculou rapidamente; parte atingiu o peito e o rosto dela", diz o documento.

A massagista teria corrido imediatamente para o banheiro, para se limpar. De acordo com ela, não houve pedido de desculpas do quarterback, que se vestiu e lhe enviou US$ 150 por meio de um aplicativo de pagamento. A mulher abandonou a massagem terapêutica logo após o suposto incidente.

Watson e seus advogados negaram repetidamente que qualquer atividade sexual não consensual tenha ocorrido nessas massagens. Dois grandes júris no Texas se recusaram a apresentar acusações criminais contra ele, que ainda tem litígios civis pendentes. Ele teria oferecido a cada denunciante US$ 100 mil para acabar com os processos, mas elas negaram, citando uma recusa em assinar acordos rígidos de confidencialidade.

Na semana passada, em uma entrevista de rádio, o advogado de Watson, Rusty Hardin, disse que as massagens com "final feliz" não são ilegais. O último processo menciona essa entrevista.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários