Vancouver
Instagram
Vancouver

O treinador Brian 'Red' Hamilton viveu o jogo mais importante de sua vida no dia 23 de outubro quando, graças a uma torcedora, conseguiu identificar uma doença que poderia ter lhe custado a vida.

O técnico do Vancouver Canucks, da NHL, estava sentado no banco durante o jogo contra o Seattle Kraken quando uma estudante de medicina chamada Nadia Popovic percebeu algo errado com seu pescoço e decidiu escrever uma mensagem em seu celular para alertá-lo. "Visite um médico o mais breve possível. A verruga na nuca é câncer", apontou.

Dois dias depois, ele foi ao hospital e lá foi diagnosticado com melanoma em estágio dois que exigia uma intervenção de emergência. “Os instintos dela estavam certos e aquela verruga na minha nuca era um melanoma maligno e graças à persistência e ao rápido trabalho dos médicos ela sumiu. A mensagem que ela escreveu no celular ficará para sempre gravada em meu cérebro e tornou possível para mim permanecer vivo", disse Hamilton.

A franquia e a imprensa de Seattle encontraram a identidade desta jovem de 22 anos que aspira a se tornar médica muito em breve e que relacionou o melanoma de Hamilton com alguns dos pacientes que ela atendeu durante seus estágios no hospital. "Ele olhou para o meu telefone e foi embora. Pensei que talvez ele já estivesse ciente do problema. Estou muito feliz por ter ajudado", disse Nadia.

Em um novo encontro que os Canucks jogaram contra o Seattle, ambos puderam se encontrar e ter uma conversa com uma forte carga emocional. Hamilton agradeceu a Nádia pelo gesto, assim como o Vancouver Canucks por meio de seu perfil no Twitter.

"Nádia, sua gentileza, compaixão e tudo que você fez para ajudar outra pessoa é admirável. Já sabemos que você será uma ótima médica", afirmou o time, que também deu 10 mil dólares (cerca de R$ 55 mil) para ajudar nos estudos da futura médica.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários