Campeã olímpica posta foto do rosto machucado e acusa marido de agressão
[email protected] (Estadão Conteúdo)
Campeã olímpica posta foto do rosto machucado e acusa marido de agressão



A judoca francesa Margaux Pinot, campeã olímpica em Tóquio, apareceu nas redes sociais com o rosto bastante machucado e revelou ter sido vítima de agressões do marido, Alain Schmitt, ex-integrante da seleção francesa de judô e seu técnico.

Em postagem, onde lamenta a impunidade, ela aponta que levou socos e foi estrangulada pelo companheiro. Apesar da acusação e das marcas, o tribunal de Bobigny liberou o marido alegando "não ter elementos suficientes."

Leia Também

"Durante a noite de sábado para domingo, fui vítima de uma agressão em minha casa pelo meu parceiro e treinador. Eu fui insultada, socada, minha cabeça foi atingida no chão várias vezes. E finalmente estrangulada. Achei que estava morta, mas consegui fugir para me refugiar com meus vizinhos que imediatamente chamaram a polícia. Tenho vários ferimentos, incluindo um nariz quebrado e 10 dias de interrupção temporária do trabalho. E hoje a justiça decidiu libertá-lo", postou Pinot.

As agressões teriam ocorrido no apartamento do casal. Schmitt, por sua vez, se defendeu. "Eu nunca bati em uma mulher na minha vida, é uma besteira", afirmou ele, culpando a mulher de ter partido para cima dele por causa de possível transferência de país para treinar a seleção de judô de Israel. 

"Estou em choque, é um acontecimento difícil, alguns minutos de ultraviolência. Estou com hematomas na cabeça, no rosto, estou com o nariz quebrado. Ainda estou fazendo exames médicos porque estou com tontura. Tenho sorte, sou forte. Eu faço judô, meu corpo está armado", lamentou Pinot, que promete provar as agressões do marido e fazê-lo ser punido.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários