mbl
Reprodução/Twitter
Treinador fez gesto nazista

Durante uma partida da MLB (Major League Baseball), principal liga de beisebol dos EUA, o treinador Ryan Christenson, do Oakland Athletics, acabou fazendo uma saudação que remete ao nazismo. Um dos atletas comandados por ele acabou abaixando o braço de Ryan rapidamente, mas a imagem viralizou.

Após a repercussão, o treinador pediu desculpas e afirmou que o gesto não foi intencional.

- Eu cometi um erro e não vou negar. Hoje no banco, eu cumprimentei os jogadores com um gesto que foi ofensivo. No mundo de hoje da covid, eu adotei nosso toque de cotovelo, que fazemos depois de vitórias para criar certa distância com os atletas. Sem intenção, meu gesto resultou em uma horrível saudação racista, que não é a minha crença. O que eu fiz é inaceitável e peço as mais profundas desculpas - disse em nota.

A equipe comandada por Ryan também pediu desculpas e lembrou do movimento 'Vidas Negras Importam'.

- O treinador Ryan Christenson cumprimentou os jogadores com um gesto que pareceu com uma saudação nazista. Nós não apoiamos ou toleramos este gesto ou o sentimento racista por trás disso. Isto é incrivelmente ofensivo, especialmente nestes tempos quando nós, como um clube, e muitos outros estão trabalhando para expor e lidar com as desigualdades racistas no nosso país. Sentimos muito que isso ocorreu em nosso campo de jogo - declarou o clube, pelas redes sociais.

    Veja Também

      Mostrar mais