Rodrigo Ranieri, de 49 anos, é uma referência do alpinismo brasileiro
Divulgação
Rodrigo Ranieri, de 49 anos, é uma referência do alpinismo brasileiro

Na próxima semana o Brasil poderá entrar para um hall importante (e exclusivo) do alpinismo mundial. O atleta Rodrigo Raineri iniciará no dia 24 de março o Projeto Everest 2019 em que pretende atingir o cume da montanha mais alta do mundo e realizar um voo de parapente do topo até a base, algo inédito no esporte.

Leia também:  Ferrari explica ordem para Leclerc não ultrapassar Vettel no GP da Austrália

Referência no alpinismo verde e amarelo, Rodrigo é o único brasileiro a ter escalado como guia as sete mais altas montanhas dos sete continentes e que também formou com Vitor Negrete a única dupla brasileira a ter escalado a temida face sul do Acongágua (uma das escaladas mais difíceis do mundo).

A iniciativa do Projeto Everest 2019 de Raineri tem como objetivo divulgar e incentivar a prática da escalada esportiva como esporte olímpico já que a modalidade estreia no calendário da Olímpiada em Tóquio 2020.

Todo o trajeto será dividido em cinco fases: 1 - chegada à cidade de Catmandu no Nepal, seguindo para a cidade de Pokara para a realização de vários vôos de treinamento de parapente.

Na segunda fase, Raineri fará um trekking de aproximadamente dez dias até a base do Monte Everest. A terceira fase do projeto engloba a etapa de aclimatação, quando o alpinista sobe e desce parte da montanha várias vezes para a adaptação do corpo à altitude e também uma etapa de descanso numa área mais baixa com menor altitude.

Leia também:  Ultras da Inter de Milão são condenados por morte de torcedor na Itália

Você viu?

Na quarta fase, que é a etapa de maior expectativa, o alpinista fará o ataque ao cume do Everest e o vôo solo inédito de parapente. E na quinta e última fase, Raineri encerra a expedição e retorna ao Brasil.

“Além da divulgação do alpinismo como esporte olímpico, sou adepto e praticante da modalidade Hike and Fly, e a realização do vôo solo inédito de parapente na montanha mais alta do mundo é algo que sempre sonhei em colocar em prática para superar novos limites e dificuldades”, conta o alpinista que completará 50 anos na expedição.

Ranieri é experiente no alpinismo e já escalou o cume do Monte Everest por três vezes
Reprodução/ Site oficial
Ranieri é experiente no alpinismo e já escalou o cume do Monte Everest por três vezes

Rodrigo Ranieri é um atleta experiente. Ele compartilha com o público seus conhecimentos por meio de palestras em empresas, escolas e universidades e até já publicou dois livros contando suas experiências “No Teto do Mundo” e “Imagens do Teto do Mundo”.

O Monte Everest fica localizado entre o Nepal e o Tibet, na Ásia, e é conhecido como a maior montanha do mundo e de extrema dificuldade (8.848m) para o alpinismo. Ranieri já o escalou três vezes até o cume.

Leia também:  Presidente do Blooming pede suspensão de brasileiro que sofreu racismo

O brasileiro também tem experiência de alpinismo na montanha Aconcágua, na Argentina (6.962m); Denali, no Alasca (6.194m), Kilimanjaro, Tanzânia (5.895m); Maciço Vinson, na Antártica (4.892m), Carstenszl, na Oceania (4.884m) e Monte Elbrus (5.642m) na Rússia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários