Tamanho do texto

O chinês de 51 anos foi dado como desaparecido na costa do Havaí e seguia sozinho em direção a Xangai, seu país de origem

O velejador chinês Guo Chuan tentava atravessar o Pacífico
Divulgação
O velejador chinês Guo Chuan tentava atravessar o Pacífico

A Guarda Costeira dos Estados Unidos suspendeu nesta quinta-feira (27) as buscas pelo velejador chinês Guo Chuan, dado como desaparecido na costa do Havaí.

Membros da equipe de Chuan contataram a Guarda Costeira americana na terça-feira (25) depois de 24 horas sem notícias do atleta chinês . Equipes de emergência se dirigiram ao "Qindao China", o veleiro de 30 metros mas constataram que Guo Chuan não se encontrava no barco então decidiram suspender as buscas.

Leia mais: Torcedor do Cruzeiro morre após jogo contra o Grêmio

Guo Chuan saiu no dia 18 de outubro de San Francisco, Califórnia (EUA) com destino a Xangai, na China. O velejador tentava completar a travessia do Oceano Pacífico sozinho e em 20 dias.

Robert Hendrickson, capitão da Guarda Costeira, afirmou em comunicado que "Guo Chuan era um navegante profissional e um apaixonado pela vela".

Leia mais: Morre Carlos Alberto Torres, o capitão do tri na Copa do Mundo

RECORDE CHINÊS

Considerado um dos maiores velejadores de oceano da atualidade. Em 2013, o chinês de 51 anos foi o primeiro do seu país de origem a completar a volta ao mundo em vela sem escalas. Na ocasião, Chuan deu a volta no planeta durante 138 dias em um barco de 40 pés, cerca de 12 metros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.