Tamanho do texto

Mineirinho, Bob Burnquist e Daniel Dias concorrem à premiação que acontece no dia 18 de abril, em Berlim

Adriano de Souza, o Mineirinho, comemora o título mundial de surfe
Kirstin Scholtz/WSL
Adriano de Souza, o Mineirinho, comemora o título mundial de surfe


Os organizadores do Prêmio Laureus, considerado o Oscar do Esporte, anunciaram nesta quarta-feira os concorrentes da edição de 2016 e indicaram três brasileiros: o surfista Adriano de Souza, o Mineirinho, e o skatista Bob Burnquist concorrem na categoria de melhor atleta de ação, enquanto o nadador Daniel Dias concorre para ser escolhido o melhor paradesportista do ano. A entrega dos prêmios está marcada para 18 de abril, em Berlim.

E mais

Apenas 5 times estão 100% nos Estaduais: Bahia, um do Candangão e três do Acre
Por dois dias, jovem atacante desbanca brasileiro e faz história na Inglaterra

Mineirinho, de 28 anos, foi indicado após conquistar pela primeira vez o título mundial de surfe, numa temporada em que se tornou o primeiro brasileiro a vencer o Pipe Masters. Além disso ele também ganhou a etapa de Margaret River.

Bob Burnquist, skatista brasileiro
Divulgação
Bob Burnquist, skatista brasileiro

Já Burnquist, um dos maiores nomes da história do skate, conquistou sua oitava medalha de ouro na disputa do Big Air no X Games, considerada a Olimpíada dos esportes radicais. Os adversários dos brasileiros na premiação são a britânica Rachel Atherson, do mountain bike, o australiano Mick Fanning, também do surfe, o alemão Jan Frodeno, do triatlo, e a norte-americana Chloe Kim, do snowboard.

Daniel Dias foi indicado ao Laureus depois de faturar sete medalhas de ouro e uma de prata no Mundial de Natação Paralímpica. Além disso, venceu os oito eventos que disputou no Parapan de Toronto. Seus rivais na disputa pelo prêmio de melhor paradesportista são a francesa Marie Bochet, do esqui, a chinesa Liu Cuiqing, do atletismo, a cubana Omara Durand, também do atletismo, o sul-africano Pieter du Preez, do ciclismo e do atletismo, e Leung Yuk Wing, de Hong Kong, que compete na bocha.

ATLETAS DO ANO

Eleito o melhor atleta masculino em 2009, 2010 e 2013, o jamaicano Usain Bolt volta a concorrer ao prêmio após faturar três medalhas de ouro no Mundial de Atletismo. Ele terá adversários de peso, como o norte-americano Stephen Curry, campeão da última temporada da NBA, quando foi eleito o MVP.

Djokovic é um dos grandes favoritos
Clive Brunskill/Getty Images
Djokovic é um dos grandes favoritos

O sérvio Novak Djokovic, que foi premiado em 2012 e 2015, concorre após ser campeão do Aberto da Austrália, de Wimbledon e do US Open, além de vice de Roland Garros no ano passado. Além disso, venceu seis torneios do Masters 1000.

Bicampeão consecutivo da Fórmula 1, Lewis Hamilton também foi indicado, assim como o argentino Lionel Messi, após vencer a Liga dos Campeões, o Campeonato Espanhol e a Copa do Rei pelo Barcelona. O outro indicado foi o norte-americano Jordan Spieth, que venceu dois Majors e se tornou o número 1 do mundo no ranking do golfe.

A disputa feminina envolverá as atletas Genzebe Dibaba, da Etiópia, e Shelly-Ann Fraser-Pryce, da Jamaica, a esquiadora austríaca Anna Fenninnger, além de três norte-americanas: a nadadora Katie Ledecky, a jogadora de futebol Carli Lloyd e a tenista Serena Williams. Dibaba ganhou o prêmio em 2015, enquanto Serena venceu em 2003 e 2010.

OUTROS PRÊMIOS

A seleção de rúgbi da Nova Zelândia, o Barcelona, o Golden State Warriors, a equipe britânica que venceu a Copa Davis, a Mercedes, que dominou a Fórmula 1 em 2015 e a seleção feminina de futebol dos Estados Unidos concorrem ao prêmio de equipe do ano.

Michael Phelps disputa prêmio de melhor retorno ao esporte
Al Bello/Getty Images
Michael Phelps disputa prêmio de melhor retorno ao esporte

O jogador de rúgbi neozelandês Dan Carter, a atleta Jessica Ennis-Hill, o surfista australiano Mick Fanning, o nadador norte-americano Michael Phelps, o atleta queniano David Rudisha e a esquiadora norte-americana Lindsey Vonn disputam o prêmio de melhor retorno.

Já os indicados ao prêmio de revelação esportiva do ano foram o boxeador britânico Tyson Fury, a seleção chilena de futebol, o nadador britânico Adam Peaty, o piloto de Fórmula 1 holandês Max Verstappen e os golfistas Jason Day, da Austrália, e Jordan Spieth, dos Estados Unidos.

    Leia tudo sobre: Surfe