Tamanho do texto

Jogadores do Essendon, time de Melbourne, foram flagrados no antidoping. Dos suspensos, 12 estão ainda estão no clube

EFE

Time do Essendon, um dos mais populares da Austrália
Divulgação/Essendon
Time do Essendon, um dos mais populares da Austrália

A Corte Arbitral do Esporte da Austrália suspendeu durante um ano 34 jogadores de futebol australiano que formaram em 2012 parte do elenco do Essendon pelo uso de substâncias ilegais, informou nesta terça-feira os meios de comunicação locais. 

Lindsay Tanner, presidente do clube, confirmou a decisão judicial pela violação do regulamento antidoping e disse que os 12 jogadores que ainda fazem parte do conjunto não poderão participar da atual temporada, segundo a emissora local "ABC".

"A decisão representa o resultado correto da comunidade antidoping, o mais importante é fazer justiça com os atletas limpos na Austrália e no resto do mundo", disse em comunicado David Howman, diretor-geral da Agência Mundial de Antidoping (WADA, em inglês).

Na temporada 2012, o elenco do Essendon, que tem sua sede em Melbourne (sudeste), se viu envolvida em um escândalo de doping pela utilização de suplementos vitamínicos, apadrinhada pelo especialista esportivo Stephen Dank.

Equipe do Essendon de futebol australiano
Divulgação/Essendon
Equipe do Essendon de futebol australiano

Em março de 2015, um tribunal de justiça declarou os esportistas inocentes.

Enquanto a Autoridade Esportiva Antidoping da Austrália decidiu respeitar a sentença, a WADA optou por apelar à Corte Arbitral do Esporte do país oceânico, que agora os condenou.

Segundo a última sentença, os jogadores violaram o código antidoping e foram considerados "significativamente culpados" de doping.