Tamanho do texto

Atleta paralímpico cumpre pena domiciliar e tem de realizar serviços comunitários enquanto aguarda novo julgamento

Oscar Pistorius matou a namorada Reeva Steenkamp e pegou cinco de prisão domiciliar
Charlie Shoemaker/Getty Images
Oscar Pistorius matou a namorada Reeva Steenkamp e pegou cinco de prisão domiciliar

O velocista paralímpico sul-africano Oscar Pistorius, que saiu recentemente da prisão para cumprir pena residencial, se dirigiu neste sábado para uma delegacia de Pretória, para realizar serviços comunitários que lhe foram impostos, divulgou a imprensa local.

Condenado a cinco anos de prisão pelo assassinado da namorada, Reeva Steenkamp, Pistorius se apresentou logo no começo da manhã, com roupa esportiva e boné, acompanhado da irmã, de acordo com vídeo veiculado pela emissora "News 24".

O velocista saiu da prisão por bom comportamento em 19 de outubro, e desde então segue cumprindo detenção domiciliar, em luxuosa mansão em Pretória.

Os serviços comunitários fazem parte das condições da liberdade condicional de Pistorius, conforme publica a imprensa local.

Esta é a primeira vez que o atleta foi visto em público, desde que deixou a prisão. Abordado por jornalistas que o esperavam na porta da delegacia, ele não respondeu qualquer pergunta.

Pistorius ainda corre risco de voltar à prisão, desta vez condenado a 15 anos, se a Corte Suprema de Apelação da África do Sul der razão ao promotor do caso, que entrou com recurso contra o veredicto por homicídio.

O advogado de acusação considera que Pistorius deve ser condenado a período maior, já que começou a atirar com intenção de matar a pessoa que estava atrás da porta do banheiro de casa, que ele afirma ter acreditado que era um ladrão, não a namorada.

A decisão sobre o recurso será divulgada nas próximas semanas pela justiça local.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.