Tamanho do texto

Cisiane Lopes foi a 29ª colocada no Mundial de atletismo e vomitou quando completou a prova no Ninho do Pássaro

Cisiane Lopes é atendida depois de passar ao cruzar a linha de chegada da marcha atlética
Diego Azubel/EFE
Cisiane Lopes é atendida depois de passar ao cruzar a linha de chegada da marcha atlética

Uma cena nada agradável foi protagonizada por uma brasileira nesta sexta-feira no Mundial de Atletismo em Pequim. A pernambucana Cisiane Dutra Lopes, atleta da marcha atlética de 20km, terminou a prova no 29º lugar, com 1h36m06s. No momento em que cruzou a linha de chegada, ela não estava bem e vomitou na pista.

Cisiane Lopes vomita quando cruza a linha de chegada da marcha atlética de 20km
Reprodução/SporTV
Cisiane Lopes vomita quando cruza a linha de chegada da marcha atlética de 20km

"Não passei bem no percurso, alguma coisa que comi e não caiu bem, por isso todo o esforço foi para completar a prova", disse Cisiane em nota da CBAt (Confederação brasileira de atletismo). Cisiane, de 32 anos, foi 11ª colocada no Pan de Toronto.

Na mesma prova, outra brasileira teve atuação de mais destaque. Érica Rocha de Sena, também pernambucana, terminou os 20 km em 1:30:06 e alcançou o sexto lugar. Medalha de prata em Toronto, Érica foi a melhor atleta das Américas na competição. Ouro e prata ficaram com as chinesas Hong Liu e Xiuzhi Lu. O bronze foi para a ucraniana Lyudmyla Olyanovska e logo em seguida vieram a portuguesa Ana Cabecinha e a italiana Antonella Palmisano. 

"Estou muito feliz com a colocação, fiquei entre as melhores do mundo, o que me deixa tranquila quanto à preparação que fizemos", explicou a atleta, ainda no Ninho do Pássaro, em entrevista para jornalistas brasileiros. "Acho que a marcha também vai alcançando um outro padrão, já que os bons resultados vêm se repetindo", disse Érica, de 30 anos.

Érica vive em Cuenca, no Equador e treina com seu marido, Andrés Chocho, ouro nos 50 km do PAN. "Lá é um lugar muito bom para treinar em altitude, o treinamento flui normalmente e a marcha é a prova preferida", afirmou, em referência à cidade natal do campeão olímpico e ex-recordista mundial Jefferson Perez. "Agora vamos pensar na Olimpíada".

Érica Sena foi a sexta colocada na marcha atlética. Um ótimo resultado para o Brasil
Lintao Zhang/Getty Images
Érica Sena foi a sexta colocada na marcha atlética. Um ótimo resultado para o Brasil


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.