Tamanho do texto

Esbanjando seu carisma, corredor jamaicano fez a festa do público na premiação dos 100 metros no Mundial de Pequim

EFE

Bolt exibe seu terceiro ouro dos 100m em campeonatos mundias
Kin Cheung/AP
Bolt exibe seu terceiro ouro dos 100m em campeonatos mundias

O jamaicano Usain Bolt se tornou no domingo, com a vitória nos 100 metros rasos, o atleta com mais medalhas de ouro na história do Campeonato Mundial de Atletismo, que tem edição deste ano sendo disputada em Pequim, na China.

Leia também:
+ Bolt mantém a coroa pela mais estreita das margens no Mundial de Atletismo

O velocista já subiu nove vezes ao topo do pódio, e também é recordista em medalhas no geral, com 11. O número ainda pode aumentar nos próximos dias, já que Bolt ainda deverá participar dos 200 metros e do revezamento 4x100 metros.

Nesta segunda-feira, Bolt subiu ao pódio para receber a medalha e deu mais um show de carisma. Com uma câmera na mão, fez caretas e a alegria do público no Ninho do Pássaro. 

Bolt faz caretas no pódio para comemorar seu terceiro ouro na prova dos 100m em Mundiais
Mark Schiefelbein/AP
Bolt faz caretas no pódio para comemorar seu terceiro ouro na prova dos 100m em Mundiais

O jamaicano desempatou nos dois registros históricos com o americano Carl Lewis, que subiu ao pódio dez vezes em Mundiais, sendo em oito no lugar mais alto.

Outro velocista dos Estados Unidos, Michael Johnson, também conquistou oito medalhas de ouro, mas não conseguiu nenhuma prata ou bronze, por outro lado.

Bolt e Gatlin na premiação dos 100m no Mundial de Pequim
Mark Schiefelbein/AP
Bolt e Gatlin na premiação dos 100m no Mundial de Pequim



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.