Tamanho do texto

Capital chinesa vai receber competições entre os dias 22 e 30 de agosto. Nomes como os campeões olímpicos Usain Bolt e Mo Farah são os mais aguardados

Construído para as Olimpíadas de 2008, estádio Ninho do Pássaro será palco do Mundial de Atletismo em 2015
Feng Li/Getty Images
Construído para as Olimpíadas de 2008, estádio Ninho do Pássaro será palco do Mundial de Atletismo em 2015


As ruas de Pequim já estão enfeitadas com os cartazes que anunciam o Campeonato Mundial de Atletismo. Nos arredores do Estádio Nacional ("Ninho do Pássaro") se finalizam os preparativos para que tudo esteja pronto a partir do dia 22 de agosto.

Um grande painel colocado na entrada do emblemático estádio, que já viu Usain Bolt fazer história com três medalhas de ouro nas Olimpíadas de 2008, lembra que faltam 15 dias para o início do evento de atletismo mais importante do ano.

Leia também: Falta de patrocínio inviabiliza realização do GP Brasil de Atletismo

Com a contagem regressiva já em andamento, a cidade intensifica os trabalhos para que todos os detalhes estejam prontos quando chegarem Bolt, Mo Farah, Allyson Felix e companhia para competir entre os dias 22 e 30 de agosto.

Usain Bolt brilhou em Pequim com três ouros nas Olimpíadas de 2008
Michael Steele/Getty Images
Usain Bolt brilhou em Pequim com três ouros nas Olimpíadas de 2008

Ao redor do "Ninho do Pássaro" já foram instalados os controles de acesso para o Mundial de Atletismo e no centro de operações do acontecimento os organizadores do campeonato davam hoje instruções aos voluntários.

O parque olímpico da capital chinesa se encheu de cartazes com o logotipo da competição e os postes de luz das principais avenidas da cidade também exibem esse emblema.

Com as ruas já preparadas e decoradas, só falta que o céu, coberto hoje por uma camada de poluição, esteja limpo para que os atletas possam correr, saltar e obter seu pleno rendimento.

O governo municipal de Pequim anunciou esta semana que entre 20 de agosto, dois dias antes do campeonato, e 3 de setembro proibirá a circulação de metade dos veículos particulares.

Veja mais:  China é anunciada sede da Copa do Mundo de basquete de 2019

Durante este período, se alternará a circulação de veículos com placas com números pares e ímpares, com o objetivo de reduzir a poluição atmosférica habitual na capital chinesa.

Além disso, o número de veículos oficiais em circulação será reduzido em 80%, enquanto se aumentará o transporte público para que os moradores da cidade possam ir trabalhar e realizar suas atividades cotidianas sem problemas.

As autoridades chinesas também disseram que acompanharão estas restrições ao trânsito com fechamentos totais ou parciais das fábricas mais poluentes de Pequim e de áreas próximas.

Confira imagens do Mundial de Atletismo de 2013, disputado em Moscou:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.