Tamanho do texto

Alzain Tareq vai competir em duas provas em Kazan: 50m borboleta e 50m livre. Objetivo é aprender com os melhores

Alzain Tareq, de apenas 10 anos, é a atleta mais jovem a nadar uma competição internacional
Divugação
Alzain Tareq, de apenas 10 anos, é a atleta mais jovem a nadar uma competição internacional


Em meio à elite da natação mundial, Alzain Tareq atrai olhares curiosos por onde passa em Kazan, na Rússia. Com apenas dez anos de idade, a atleta nascida no Bahrein é a nadadora mais jovem da história a participar de uma competição internacional de primeiro escalão.

A pequena bareinita está inscrita para duas provas no Mundial de Kazan. Nesta sexta-feira, ela faz história ao cair na piscina para os 50m borboleta. No sábado, repete a dose nos 50m livre. 

Veja também:  Nicholas Santos é prata nos 50m borboleta; Cielo ficam em sexto

Nos 50m borboleta, seu tempo de balizamento é de 41s12, enquanto a sueca Sarah Sjostrom registra quase a metade, 24s43. Nos 50m livre, a marca que a credencia é de 38s21, e a melhor na prova é a australia Cate Campbell, com 23s96. Por isso superar a fase eliminatória e avançar às semifinais é praticamente impossível para a jovem Alzain. Mas isso pouco importa. Com tão pouca idade, o objetivo é aprender. E aprender com os melhores.

"A coisa mais importante para mim é ganhar a experiência de compteir em torneios de alto nível, observar as habilidades técnicas de famosos campeões olímpicos e, talvez, até mesmo adicionar algumas de suas habilidades ao meu arsenal", explicou a nadadora, em entrevista ao site oficial da competição.

Leia mais: Bi no Pan, Léo de Deus busca medalha no Mundial em nome da família

Filha de um ex-nadador, Alzain segue a tradição familiar das piscinas, que alcança também a irmã mais nova. Já a mãe é professora. Por isso o esporte e os estudos andam lado a lado, mesmo com a dura rotina de dois treinos diários, cinco vezes por semana.

"Até agora eu não tive problema algum com isso. Os estudos assim como a natação me dão grande prazer. Minha matéria favorita é matemática", contou.

Com uma maturidade nas declarações que surpreende, pergunte a ela se ela está assustada por estar em uma competição como o Campeonato Mundial. "Eu não tenho medo de nada nem ninguém!", é a resposta.

Confira imagens do Mundial de Esportes Aquáticos de Kazan:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.