iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

28/12 - 10:05

Quinto colocado da São Silvestre em 2007 sonha com título do filho
"Tomara que ele consiga ser campeão um dia, né?", disse Marildo Barduco ao lado do pequeno Moisés, de oito anos

Gazeta Esportiva

O queniano Robert Cheruiyot venceu a edição de 2007 da Corrida Internacional de São Silvestre com a marca de 45min54s. No quinto lugar, o brasileiro Marildo Barduco registrou 47min35s. Inscrito na prova deste ano, o corredor levou o filho para correr a São Silvestrinha na última segunda-feira e revelou o sonho de vê-lo triunfar na disputa principal em breve.

"Tomara que ele consiga ser campeão um dia, né?", disse Marildo ao lado do pequeno Moisés, de oito anos, pouco antes da participação do garoto na São Silvestrinha. "Se ele pelo menos fizer o mesmo resultado que eu, já estou feliz", acrescentou o corredor, que coordenou um grupo de crianças de Botucatu.

Acostumado a participar das corridas como protagonista, Marildo Barduco viveu um dia de torcedor. Pendurado no alambrado do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, ele procurou orientar seus competidores antes da largadas das baterias e torceu pelo pequeno Moisés.

Apesar do sonho de ver o filho triunfar no atletismo, Marildo procura não criar uma expectativa exagerada. "A criançada vem participar da São Silvestrinha com a intenção de um dia correr a São Silvestre. Ele gosta de corrida e está sempre treinando, mas tenho que deixá-lo à vontade para decidir. Se ele quiser correr, vou gostar e apoiar totalmente", explicou.

Aproximadamente 1,2 mil crianças de 6 a 15 anos participaram das diferentes categorias da São Silvestrinha. Cuidadosa, a organização da prova divulga e premia apenas os concorrentes de 14 e 15 anos do masculino e do feminino, medida apoiada pelo quinto colocado da edição de 2007 da São Silvestre.

"É uma decisão inteligante não colocá-los para competir nessa idade, porque as crianças ainda não estão formadas e ter uma frustração nesse período é arriscado. Eles vão participando e crescendo. Quando estiverem numa idade mais avançada, podem decidir se realmente querem competir", afirmou.

Depois de ver o filho em ação, Marildo já se prepara para disputar a São Silvestre novamente na próxima sexta-feira. "Eu estou chegando bem preparado, mas essa corrida é uma caixa de surpresas, não é para qualquer um. Se tiver a chance de repetir o feito de 2007, vou repetir", avisou o corredor de 34 anos.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias