iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

27/12 - 16:27

Confederação de ginástica faz balanço positivo de 2010
"Tivemos muitas conquistas neste ano e todos nós, da CBG, estamos muito felizes com nossos ginastas", disse a presidente Luciene Cacho Resende

Gazeta Esportiva

O ano de 2010 foi marcado para ginástica brasileira pelas conquistas de medalhas em etapas de Copa do Mundo, em Sul-Americano, Pan-Americano e Mundial - estes dois últimos, eventos renderam ao Brasil a classificação para Jogos Pan-Americanos de Guadalajara e para o Pré-Olímpico. Além disso, o país sediou pela primeira vez, o Pan-Americano de Aeróbica e, por tudo isso, a presidente da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), Luciene Cacho Resende, encerra o calendário com otimismo.

"Tivemos muitas conquistas neste ano e todos nós, da CBG, estamos muito felizes com nossos ginastas. Conseguimos ótimos resultados em todas as modalidades e, mesmo quando não vieram as medalhas, os atletas representaram muito bem o nosso país. Tudo isso nos enche de orgulho e nos mostra que estamos no caminho certo com a ginástica do Brasil. Vamos entrar 2011 com mais motivação ainda para lutarmos pelo crescimento cada vez maior da ginástica brasileira", afirmou Luciene.

No mês de março, foram conquistados bons resultados nos Jogos Sul-Americanos, em Medelin, na Colômbia. No total, foram 25 medalhas para o país, sendo 15 da Ginástica Artística e 10 da Rítmica. Também em março, Bruno Martini, da Ginástica de Trampolim conquistou dois ouros para o Brasil na competição Jannie Jansen na Universidade de Pretoria, na África do Sul.

Em abril, o trampolim voltou a se destacar, desta vez com Daienne Lima, que conseguiu medalha de ouro no Pan-Americano de Clubes e Seleções, em Daytona Beach, nos Estados Unidos. No mesmo mês, Diego Hypolito representou muito bem a Ginástica Artística do Brasil com um ouro na Copa do Mundo de Paris. Mais uma conquista foi conseguida pela CBG através da inserção da Ginástica Rítmica nas Olimpíadas Escolares.

Diego Hypolito conquistou duas novas medalhas (ouro no solo e prata no salto) na Copa do Mundo de Moscou, em maio, mesmo mês em que o Troféu Brasil e o Circuito Caixa reuniram a nata da ginástica brasileira em Campo Grande (MS). Em junho, Diego comemorou seu aniversário com medalha na Copa do Mundo do Porto e ainda viu sua irmã, Daniele, brilhar no mesmo campeonato, quando conquistou ouro no salto e no solo e bronze nas paralelas. Também em junho, Marcela Lopez conquistou o tricampeonato mundial de Ginástica Aeróbica.

No mês de julho, a Confederação Brasileira de Ginástica realizou, pela primeira vez, o Meeting Internacional de Ginástica Rítmica. O campeonato aconteceu em São Bernardo e o Brasil conquistou medalhas no conjunto, individual geral e, também, nas finais por aparelho.

Em agosto, Vitória recebeu o Campeonato Brasileiro e a segunda etapa do Circuito Caixa de Ginástica Artística e Rítmica. Os principais nomes das duas modalidades fizeram grandes apresentações na cidade do Espírito Santo. No mesmo mês, Harumi Freitas e Arthur Nory, da artística, e Daienne, do trampolim, representaram o país na primeira edição dos Jogos Olímpicos da Juventude com bons desempenhos. E, também em agosto, o Brasil recebeu Academia FIG de Ginástica Rítmica, em Aracaju (SE).

Um grande resultado foi conquistado no mês de setembro, quando as Seleções Masculina e Feminina classificaram a Ginástica Artística para os Jogos Pan-Americanos de 2011 através do Pré-Pan, realizado em Guadalajara, no México. E as meninas da Rítmica competiram no Mundial, em Moscou, na Rússia, onde a Seleção Individual melhorou a classificação em relação ao ano passado, passando de 29ª a 22ª do mundo.

Outubro foi a vez das Seleções da Artística disputarem o Mundial, este em Roterdã, na Holanda. A feminina terminou em 10º e a masculina foi a 19ª colocada e, com esses resultados, classificaram o Brasil para o Mundial de 2011, que será Pré-Olímpico. O campeonato marcou a volta de Jade Barbosa à Seleção Brasileira.

Em novembro, o Brasil sediou, pela primeira vez, o Campeonato Pan-Americano de Ginástica Aeróbica, reunindo, em Balneário Camboriú (SC), cerca de 160 atletas de oito países. Os donos da casa foram o grande destaque da competição, com o total de 15 medalhas. E, enquanto o Pan acontecia no Brasil, Alice Helem Gomes, de apenas 11 anos, conquistava uma medalha de bronze para o Brasil no Mundial Por Idades de Trampolim.

Também em novembro aconteceu a terceira e última etapa do Circuito Caixa, em Natal (RN), onde aconteceu a estreia do Circuitinho Caixa, para crianças de 7 a 11 anos oriundas dos Centros de Excelência Caixa Jovem Promessa, que, em 2010, passou a contar com o total de 21 núcleos.

No começo de dezembro, as Seleções de Ginástica Rítmica e de Trampolim disputaram o Pré-Pan e garantiram as modalidades nos Jogos Pan-Americanos de 2011. E o ano de 2010 foi encerrado com o CBG Gala, um espetáculo com alguns dos principais ginastas do Brasil, em uma grande festa realizada em Santos (SP).

 


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias