iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

17/12 - 15:02, atualizada às 17:23 17/12

César Cielo é ouro nos 50m livre no Mundial de natação em piscina curta
Brasileiro fez o melhor tempo do campeonato e se aproximou do recorde do mundial na prova, em Dubai

Aretha Martins, iG São Paulo

César Cielo conquistou o primeiro ouro para o Brasil no Campeonato Mundial de natação em piscina curta, em Dubai, nos Emirados Árabes. O campeão olímpico e mundial venceu os 50m com o tempo de 20s51 e se tornou o primeiro nadador da história a unificar os títulos mundiais na prova de velocidade - piscina longa e piscina curta.

O brasileiro seguiu uma crescente no Mundial. Ele liderou as eliminatórias com novo recorde sul-americano e, depois, liderou também a semifinal, abaixando ainda mais a marca do continente e fazendo novo recorde do campeonato. Nesta sexta, ele melhorou ainda mais seu tempo, fez nova marca do campeonato e sul-amercicana e se aproximou do recorde mundial, que é de 20s30 do sul-africano Roland Shoeman.

Satiro Sodré/Divulgação CBDA
Cielo faz festa na piscina em Dubai com o ouro nos 50m livre

Cielo teve concorrentes de peso na final. O francês Frederick Bousquet, vice-campeão na prova no Mundial de Roma em piscina longa, mais uma vez ficou atrás de Cielo e foi o segundo colocado na prova, com o tempo de 20s81. A medalha de bronze foi para Josh Schneider, dos Estados Unidos (20s88).

"É difícil segurar a ansiedade, ainda mais numa prova como os 50m em que todo mundo está nadando rápido. Mas não adianta sair como um ventilador girando os braços para todos os lados. É preciso controlar a ansiedade. Graças a Deus estou conseguindo fazer isso certo. É um alívio muito grande subir no lugar mais alto do pódio. Toda vez que temos chance de chegar a um mundial e vencer é uma glória. Colocar o Brasil lá em cima, quando você pode concretizar isso é a maior alegria, uma glória", disse Cesar Cielo, eufórico pela vitória.

Essa é a segunda medalha de César Cielo no Mundial. Ele faturou o bronze com a equipe brasileira no revezamento 4x100m livre em uma prova na qual tirou o time da sexta e entregou na primeira colocação. Ele ainda disputa os 100m livre, a partir da madrugada deste sábado, e deve compor o revezamento 4x100m medley. O Brasil ainda tem mais dois bronzes no Mundial, com Felipe França, nos 100m peito, e Kaio Márcio, nos 100m borboleta.

Outros brasileiros
Henrique Rodrigues ficou perto do pódio nos 200m medley. Ele chegou a ficar na terceira colocação, mas caiu no final e terminou em quarto, com o tempo de 1min54s20. O vencedor foi o norte-americano Ryan Lotche, grande nome do Mundial até o momento. Lotche venceu com o tempo de 1min50s08 e bateu o recorde mundial com facilidade. Ele já havia feito o novo recorde mundial nos 400m medley.

Já no revezamento 4x100m medley para mulheres, a equipe do Brasil, formada por Fabíola Molina, Tatiana Sakemi, Daniele de Jesus e Tatiana Lemos-Barbosa ficou em oitavo lugar e fizeram novo recorde sul-americano, com 3min59s45. O ouro foi para China (3min48s29 e novo recorde do campeonato), a prata para os Estados Unidos (3min48s36) e o bronze para a Austrália (3min48s88).

A tarde de sexta-feira também foi de brasileiros em semifinais em Dubai e, pela primeira vez, dois atletas nacionais vão para a decisão da mesma prova. Nos 50m borboleta, Nicholas Santos fez o segundo melhor tempo (22s64) e Glauber Silva ficou empatado em sétimo com Andrii Govorov, da Ucrânia (22s93). Eles vão brigar por medalhas na tarde de sábado. Na mesma prova, o alemão Stefan Deibler foi o líder e bate o recorde do torneio (22s57).

Nesta temporada, o Brasil já fez uma dobradinha nos 50m borboleta. César Cielo e Nicholas Santos foram ao pódio no torneio Pan-Pacífico, em piscina longa, em agosto.

Nos 50m costas, Guilherme Guido fez o quinto melhor tempo (23s53) e também conseguiu a vaga na decisão. O líder da prova foi o russo Stanislav Donets (23s02 e novo recorde do campeonato).

Satiro Sodré/Divulgação CBDA
Guilherme Guido foi terceiro em sua série na semifinal nos 50m costas

Outras medalhas
Na primeira final do dia, a holandesa Ranomi Kromowdjojo foi ouro nos 100m livre (51s45 e novo recorde do campeonato). A prata também foi para Holanda com Frederike Heemskerk, que era a favorita na prova (52s18). A norte-americana Natalie Coughlin completou o pódio (52s25).

Nos 200m costas, o ouro foi para a francesa Alexianne Castel (2min01s67), a prata para a norte-americana Melissa Franklin (2min02s01) e o bronze para a chinesa Yanxin Zhou (2min03s22).

Na decisão dos 200m peito, o japonês Naoya Tomita desbancou o recordista mundial Daniel Gyurta, da Hungria) e levou o ouro (2min03s12 e novo recorde do campeonato). Gyurta foi prata (2min03s47) e Brenton Rickard, da Austrália, bronze (2min04s33).

Em uma prova muito apertada, decidida nos últimos metros, a favorita Therese Alshammar, da Suécia, venceu os 50m borboleta (24s87 e novo recorde do campeonato). Felicity Galvez, da Austrália, que chegou a liderar a prova, foi prata (24s90). A dinamarquesa Jeanette Ottesen foi bronze (25s24).

Recordista mundial, o alemão Paul Bierdmann chegou à decisão com o pior tempo, acelerou no final da prova e venceu os 400m livre (3min37s06). Para completar o pódio, Nikita Lobintsev, da Rússia, ficou em segundo (3min37s84) e Oussama Mellouli, da Tunísia, ficou em terceiro (3min38s17). Na prova feminina, ouro para Kathryn Hoff, dos Estados Unidos (3min57a07 - novo recorde do campeonato), prata para Kylie Palmer, da Austrália (3min58s39) e bronze para Federica Pellegrini, da Itália (3min58s35).

Nos 100m medley feminino, a vencedora foi a norte-amerciana Ariana Kukors (58s95). A australiana Kotuku Ngawati foi prata (59s27) e a holandesa Hinkelien Schreuder foi bronze (59s53).


Leia mais sobre: natação César Cielo Mundial piscina curta

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Satiro Sodré/Divulgação CBDA

cielo_ouro_50m

César Cielo
Brasileiro exibe a sua nova medalha de ouro depois dos 50m livre em Dubai

Topo
Contador de notícias