iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

09/12 - 18:48

44ª edição da Gonzaguinha larga com recorde de inscrições

Quatro mil atletas vão correr na distância de 15 quilômetros neste domingo, ao longo da Zona Norte de São Paulo

Gazeta Esportiva

Neste domingo, às 7h30 (Brasília), será disputada a 44ª edição da Prova Pedestre Sargento Gonzaguinha, que percorre 15 quilômetros ao longo da Zona Norte de São Paulo. Todas as quatro mil inscrições foram preenchidas e está tudo preparado para o evento que comemora o 100ª aniversário da Escola de Educação Física da Polícia Militar, promotora da corrida.

Graças ao grande número de pessoas que ao longo dos anos tem procurado a prova, que já entrou no calendário da Secretaria Estadual e Municipal de Esportes, a organização foi profissionalizada e está nas mãos da empresa Yescom, mas ela não é a única responsável. "Há também um aporte de recursos da PM para que a prova não tenha nenhum problema. É o nome da Polícia Militar (em jogo)", explicou o coronel Hudson Tabajara Camilli, comandante da Escola de Educação Física da Polícia Militar.

Uma das razões que impulsionaram a Polícia Militar a terceirizar a organização da prova são as muitas dificuldades encontradas para preparar uma corrida urbana. Por exemplo, há a necessidade de inverter a direção das ruas e mudar a rotina da cidade.

"Organizar um evento esportivo não é tarefa simples, principalmente na rua. Você tem que contatar órgãos públicos para administrar o trânsito, tem que mudar toda uma rotina daquela comunidade local. Nos últimos anos, teve o evento das Casas Bahia por aqui, a 25 de março em final de ano", exemplificou o coronel, em referência à famosa rua de comércio no centro de São Paulo.

A Gonzaguinha é a última seletiva do ano para o pelotão de elite da Corrida Internacional de São Silvestre. Os dez primeiros homens e mulheres garantem seus lugares na Elite A, mediante avaliação técnica. Além do bom desempenho na prova de domingo, o atleta masculino precisa comprovar sua participação em um evento oficial de 10 a 15 quilômetros e ter um tempo referencial de 68min para meia maratona, 140min para maratona, 58min para 18km, 48min para 15km e 31min para 10km.

Entre as mulheres, os requisitos necessários são 80min em meia maratona, 168min em maratona, 67min nos 18km, 57min nos 15km e 36min nos 10km. "Há policiais militares em todos os lugares que pode haver problema. A prova é supervisionada pela Federação Paulista de Atletismo, por ser a última para sair na São Silvestre. Esse diferencial também traz atletas da Etiópia e de países de ponta no atletismo", exalta o coronel Camilli.

Atletas como Franck Caldeira, vencedor da São Silvestre em 2006, e Marílson Gomes dos Santo, bicampeão da Maratona de Nova York, já participaram da Gonzaguinha. Além de classificar os melhores à São Silvestre, a organização ainda concede prêmios de até R$ 3 mil.

A prova leva o nome do sargento Luiz Gonzaga Rodrigues, que correu de 1950 a 1964, e foi idealizada para unir o bom desempenho dos policiais militares no Atletismo e a celebração do aniversário da PM, em 15 de dezembro. "Em razão desse desempenho especial no Atletismo, e pelo aniversário, elaboramos uma prova pedestre porque juntava os dois interesses", esclareceu.

Com tudo pronto para a largada da prova no domingo, que será na sede da Escola de Educação Física da Polícia Militar, na avenida Cruzeiro do Sul, no Canindé, há pelo menos uma coisa que o coronel Camilli não poderá evitar. "A expectativa é que não chova para termos todos os atletas aqui e podermos fazer uma grande festa", pediu, em tom bem-humorado.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias