iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

26/09 - 17:22

José Finkel termina com 60 recordes e 25 atletas no Mundial

Competição classificou 25 nadadores para o Campeonato Mundial em piscina curta, que será realizado nos Emirados Árabes, em dezembro

Gazeta Esportiva

O Troféu José Finkel terminou neste domingo, no Parque Aquático Maria Lenk, com um total de 60 recordes batidos (11 sul-americanos, 10 brasileiros e 39 de campeonato). A competição colocou 25 atletas classificados para o 10º Campeonato Mundial em Piscina Curta, de 15 a 19 de dezembro, em Dubai, nos Emirados Árabes.

No último dia de provas, Nicholas Santos (22s69) e Cesar Cielo (22s71), ambos do Flamengo, ganharam ouro e prata nos 50m borboleta e fizeram uma dobradinha no anunciado confronto com Kaio Márcio Almeida (23s30), do Fluminense. Nicholas, que estava fora da prova no Mundial, colocou seu nome definitivamente e com o melhor tempo.

Gabriella Silva (26s12), do Pinheiros, venceu os 50m borboleta e manteve o recorde sul-americano que bateu na semifinal (25s72). A atleta, que passou por cirurgia no ombro esquerdo no final de 2009, passou o ano em recuperação e agora volta a sua boa forma.

"Esse ano foi bem difícil. Foi um ano de uma luta psicológica e física muito grande. Estou completamente recuperada e agora quero chegar ao Mundial de Dubai disputando medalha e quero ir às Olimpíadas de 2012 pra ganhar!", disse Gabi.

Fabíola Molina (58s71), da Esportiva São José, venceu os 100m costas com recorde de campeonato. Etiene Medeiros (1m00s18), do Nikita/SESI, que venceu os 50m do estilo, ficou com a prata. A húngara Zsuzsanna Jakabos (1m01s76), do Fluminense, levou o bronze.

No masculino, Guilherme Guido (50s46), do Pinheiros, bateu o recorde de campeonato, com o americano Randall Bal (51s19), do Botafogo, em segundo e Gabriel Mangabeira (51s93), também do Pinheiros, ficou com o terceiro posto. Guido, classificado para nadar três provas no Mundial (50m e 100m costas e 4x100m medley), se disse feliz com o resultado.

"Estou bem feliz com o tempo. Agora é treinar bastante porque vai ser muito legal em Dubai", disse.

Na prova mais longa - os 1500m livre - a chilena Kristel Kobrich (15m51s44) e Poliana Okimoto (16m09s04), ambas do Corinthians, ficaram com ouro e prata mesmo nadando na série mais fraca, na noite anterior. A primeira bateu o próprio recorde de campeonato e a segunda, a marca brasileira. O bronze foi para Sarah Correia (16m45s71), do Minas Tênis, que competiu hoje (dom) de manhã.

Na última prova da competição - 4x100m medley - a equipe do Pinheiros (4m00s07) bateu o recorde de campeonato. O tempo supera em muito a marca sul-americana (4m09s26) de 2004, mas não pode ser homologado porque a sueca Joline Hostman fez parte da equipe que também contou com Natalia Diniz, Gabriella Silva e Tatiana Lemos Barbosa.

No revezamento masculino, o time do Pinheiros (3m31s22) de Guilherme Guido, Felipe França Silva, Gabriel Mangabeira e Nicolas Oliveira também venceu com recorde de campeonato. A prata foi para a Unisanta (3m31s56) e o bronze para o Flamengo (3m33s10), que nadou na série fraca à tarde.

Pinheiros Campeão

Com 3.087,50 pontos, o Pinheiros ganhou seu oitavo José Finkel consecutivo e passa a ser o maior vencedor da história da competição com 13 títulos. Antes do Campeonato de 2010, Pinheiros e Flamengo, com 12 títulos cada, estavam empatados como os maiores ganhadores da história da competição que teve início em 1972.

O Flamengo teve o seu maior número de vitórias na década de 80 (1980 a 87). O Esporte Clube Pinheiros revezou títulos com o Minas Tênis nos anos 90 e a partir de 2003 não saiu mais do topo.

Em 2010, o Minas Tênis (1.700,50), sempre entre os maiores das principais competições nacionais, se firmou na segunda posição e o Flamengo (1.474) conseguiu voltar ao grupo dos "top 3" nesta edição, numa reação aos últimos anos em que esteve bem distante. A última participação do clube no Troféu Finkel foi em 2008, quando a equipe terminou na 11ª posição. No Maria Lenk 2009, o clube carioca ficou em 18º lugar.

O Corinthians (1.230) e a Unisanta (1.009) ocuparam a quarta e quinta posição geral. No feminino, os primeiros foram Pinheiros (1.557,50), Corinthians (894,50) e Flamengo (767). Entre os homens a ordem foi Pinheiros (1.530), Minas Tênis (982,50) e Flamengo (707). Kristel Kobrich, do Corinthians, foi a atleta mais técnica da competição pela prova de 1500m livre (15m41s44). Entre os homens, o melhor foi Felipe França Silva, do Pinheiros, pelo desempenho nos 100m peito (56s79).

Os atletas que mais marcaram para o seu clube foram Cesar Cielo e a americana Jessica Hardy, que marcaram respectivamente 192 e 424 pontos para o Flamengo. Na soma de homens e mulheres, Jessica também foi a que mais marcou pontos na competição. Depois dela Kristel Kobrich (254), a húngara Evelyn Verraszto (233). Cielo foi o quarto maior pontuador do evento.

O Brasil nos Mundiais em 25 metros

Este é o time mais forte que o Brasil já teve em Mundiais em Piscina Curta. São 25 atletas classificados formando uma seleção que conta com quatro atletas com recordes mundiais no currículo (Cesar Cielo, Felipe França Silva, Kaio Márcio Almeida e Thiago Pereira). O grupo apresenta também uma boa renovação com atletas novos, como Fabio Santi, Leonardo de Deus, Henrique Rodrigues e Etienne Medeiros.

No último Mundial - Manchester 2008 - em função dos Jogos Olímpicos no mesmo ano, a equipe foi com apenas oito atletas e não ganhou medalhas.

O Brasil foi a todas as nove edições do Mundial em Piscina Curta, que começaram em 1993, e ganhou medalhas em seis. As exceções foram os campeonatos de 1999, em Hong Kong, e 2000, na Grécia, e 2008 em Manchester.

Excetuando o Mundial de 1995, realizado no Brasil, os maiores times até o momento foram os de Indianápolis 2004, quando a equipe contou com 25 nadadores e o país ganhou uma medalha de ouro, uma de prata, três de bronze e foi a 20 finais; e o de Xangai 2006, com 20 atletas (um ouro, um bronze e 12 finais).

A seleção brasileira fará aclimatação na capital do Kuwait - Cidade do Kuwait - de 9 a 13 de dezembro, de onde sai em menos de uma hora de vôo para Dubai no próprio dia 13/12.


Leia mais sobre: Natação Troféu José Finkel Mundial de Piscina Curta César Cielo

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias