iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

21/09 - 15:32

Seleção feminina de handebol enfrenta Holanda em amistoso
Para técnico Morten Soubak, jogo será importante para analisar o nível das jogadoras como equipe e individualmente

Gazeta Esportiva

Reunida desde segunda-feira, a seleção feminina de handebol enfrentará o seu primeiro desafio na preparação para o Mundial de Santa Catarina e para os Jogos Pan-americanos de Guadalajara nesta quarta-feira. Em Zeist (Holanda), as brasileiras vão jogar contra as holandesas, em amistoso que antecede o Torneio Internacional de Handebol, que será realizado entre os dias 24 e 26 deste mês, em Roterdã.

Para o técnico Morten Soubak, este jogo será importante para analisar o nível das jogadoras como equipe e individualmente. "O objetivo é saber como estão as atletas e vê-las em ação. Vamos observar o desempenho do grupo como um todo e, também, analisar a performance das jogadoras individualmente", explicou.

Nesta fase de preparação, foram convocadas 16 atletas, sendo que 11 delas atuam na Europa. Das cinco meninas que jogam no Brasil, quatro estiveram com a seleção brasileira no Mundial Júnior, disputado em julho, na Coreia do Sul. Um dos destaques da equipe na competição foi a armadora Karoline Souza, do Luna ALG / Ordena / UCS, que foi a artilheira do Brasil, com 48 gols.

A atleta, que fará sua estreia na equipe adulta, acredita que o estágio de treinamento e a participação no torneio internacional serão importantes para adquirir ainda mais experiência.

"Minhas expectativas são as melhores possíveis. Espero fazer um bom trabalho, pois estarei ao lado das melhores jogadoras do Brasil, que sempre foram um espelho para mim", afirmou a paranaense, de 20 anos, que não esconde a admiração pela também armadora Duda Amorim. "Jogamos na mesma posição e acho incrível o estilo de jogo da Duda. Ela é uma grande atleta e espero aprender muito com ela", completou.

Para Karol, essa primeira convocação foi fruto do bom desempenho no Mundial. "Esse é um momento muito especial na minha vida. Foi muito gratificante ter participado do Mundial Júnior. Enfrentamos grandes equipes e jogamos de igual para igual contra elas. E agora eu sei que esse bom trabalho está rendendo frutos", afirmou a armadora, que foi eleita a melhor atleta brasileira nas partidas contra a Espanha, Suécia e Croácia.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias