iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

20/09 - 08:29

Partido islâmico proíbe calças de boxe tradicional na Malásia

Islã é a religião oficial da Malásia, onde mais de 60% da população de 28 milhões de pessoas é muçulmana

AFP

As calças usadas por lutadores de boxe tradicional na Malásia foram proibidas pelo Partido Pan-malásio Islâmico, no poder no estado de Kelantan, que deseja ver os pugilistas vestindo roupas adequadas ao islã.

O Partido Pan-malásio Islâmico indicou que as calças do "Tomoi", forma de arte marcial sem armas muito parecido com o "Muay Thai" da Tailândia, terão que cobrir as pernas dos atletas. "Queremos que eles sigam as regras islâmicas. Queremos promover valores e o islã será a base das linhas a seguir", disse Abdul Fattah Mahmood, ministro dos Esportes do estado de Kelantan.

"Suas calças eram pequenas demais e (os pugilistas) não sabiam que, quando lutavam, sua roupa de baixo ficava à mostra. Muitas mulheres nas arquibancadas se sentiam envergonhadas e se queixaram", explicou o ministro.

O islã é a religião oficial da Malásia, onde mais de 60% da população de 28 milhões de pessoas é muçulmana.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias