iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

13/09 - 09:27

Sem medalhas no absoluto, Brasil encerra Mundial de judô em sétimo

Os brasileiros Rafael Silva, Luciano Correa e Walter Santos foram eliminados nas primeiras rodadas nesta segunda. Mesmo assim, país fez participação histórica

iG São Paulo

O último dia do Mundial de Judô, no Japão, foi marcado pelas disputas na categoria absoluto, onde não há limite de peso. Três brasileiros pisaram no tatame, mas apenas Walter Santos conseguiu um triunfo nesta segunda-feira.

Na estreia, o pesado Walter bateu Aminjon Chonov, do Tadjiquistão, por ippon. Ele, porém, caiu logo na sequência ante o sul-coreano Hee-Tae Hwang pela diferença de um yuko.

Já Rafael Silva e Luciano Correa foram eliminados logo na primeira rodada, respectivamente por estoniano Martin Padar (yuko) e pelo uzbeque Ramziddin Sayidov (ippon).

O título ficou com o japonês Daiki Kamikawa, que derrotou o francês Teddy Riner na decisão - três vezes campeão mundial no peso pesado, o francês não conseguiu revalidar a conquista na categoria aberta obtida em 2008, perdendo a chance de chegar ao recorde de cinco ouros na história da competição.

O Japão também ficou com o ouro na categoria absoluto feminino, que não contou com brasileiras, através de Mika Sugimoto.

Atuando em casa, os nipônicos foram os grandes vencedores do Mundial, com dez ouros, quatro pratas e nove bronzes. Em segundo lugar, apareceu a França, com dois outros, uma prata e três bronzes. O Brasil, com três pratas e um bronze, ficou em sétimo lugar.

As medalhas brasileiras foram conquistadas por Mayra Aguiar (meio-pesado), Leandro Cunha (meio-leve) e Leandro Guilheiro (meio-médio), todos derrotados na final, e Sarah Menezes, que foi a terceira colocada no peso ligeiro. Tudo isso fez com que o país igualasse seu recorde de finais e de medalhas em mundiais, marca atingida em 2007. Foi também a melhor participação das mulheres brasileiras na história dos mundiais.

Veja os melhores resultados do Brasil no Mundial:

Masculino:
81kg: Leandro Guilheiro – prata
66kg: Leandro Cunha – prata
+100kg: Rafael Silva – 5o lugar
81kg: Flávio Canto – 5o lugar
90kg: Tiago Camilo – 7o lugar

Feminino:
78kg: Mayra Aguiar – prata
48kg: Sarah Menezes – bronze
52kg: Erika Miranda – 5o lugar

Veja todas medalhas que o Brasil já conquistou em mundiais anteriores:

1971 (Ludwigshafen/GER): Chiaki Ishii (-93kg/bronze)
1979 (Paris/FRA): Walter Carmona (-86kg/bronze)
1987 (Essen /GER): Aurélio Miguel (-95kg/bronze)
1993 (Hamilton/CAN): Aurélio Miguel (-95kg/prata) e Rogério Sampaio (leve/bronze)
1995 (Tóquio/JPN): Danielle Zangrando (-56kg/bronze)
1997 (Paris/FRA): Aurélio Miguel (-95kg/prata), Edinanci Silva (- 72kg/bronze) e Fúlvio Myata (-60kg/bronze)
1999 (Birmingham/GBR): Sebastian Pereira (-73kg/bronze)
2003 (Osaka/JPN): Mario Sabino (-100kg/bronze), Edinanci Silva (- 78kg/bronze) e Carlos Honorato (-90kg/bronze)
2005 (Cairo/EGY): João Derly (-66kg/ouro) e Luciano Corrêa (- 100kg/bronze)
2007 (Rio de Janeiro/BRA): João Derly (-66kg/ouro), Tiago Camilo (- 81kg/ouro), Luciano Correa (-100kg/ouro) e João Gabriel Schilittler (+100kg/bronze).

*Com Gazeta Esportiva


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


EFE

Mayra Aguiar derrota cubana no Mundial de Judô

Mayra Aguiar
Judoca fez história e conseguiu uma das medalhas mais marcantes para o Brasil

Topo
Contador de notícias