iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

11/09 - 16:49

Brasil fecha dia sem medalhas no Mundial de judô

Coordenador técnico da seleção brasileira, Ney Wilson, admitiu que faltou experiência aos lutadores deste sábado

Agência Estado

O Brasil fechou o terceiro dia de disputas do Mundial de judô, em Tóquio, sem conquistar nenhuma medalha. Rafaela Silva (57 kg), Mariana Silva (63 kg) e Bruno Mendonça (73 kg) não tiveram sucesso em suas tentativas de subir ao pódio na competição realizada no Japão.

Na luta que teve o primeiro hantei (decisão dos árbitros após empate no tempo normal e prorrogação) do Mundial até aqui, Rafaela Silva foi derrotada por 2 a 1 por Nae Udaka (JPN). Bruno Mendonça, por sua vez, foi superado pelo chinês Wei Liu por waza-ari. Já Mariana Silva chegou a vencer o primeiro combate contra a australiana Kylie Konig por ippon, mas não resistiu à holandesa Anicka Van Emnden e acabou derrotada pela quarta colocada no ranking mundial por punição.

Após os combates, o coordenador técnico da seleção brasileira de judô, Ney Wilson, admitiu que faltou experiência ao lutadores brasileiros neste sábado. "Os três atletas são ainda pouco experientes e tiveram lutas duras. É uma competição difícil, sem repescagem, o que torna os resultados imprevisíveis", analisou.

Os próximos que lutarão no Mundial serão os meio-leves Erika Miranda e Leandro Cunha e os ligeiros Sarah Menezes e Felipe Kitadai.

Até aqui, o Brasil festejou a conquista de duas medalhas de prata na competição. No primeiro dia, Mayra Aguiar, na categoria 78 kg, garantiu a melhor participação de uma brasileira na história da competição. Na última sexta-feira, foi a vez de Leandro Guilheiro garantir sua primeira medalha em Mundial depois de dois bronzes olímpicos. O atleta ficou em segundo lugar na categoria 81 kg.

Além dos pesos meio-leve e ligeiro, o Brasil subirá no tatame no dia 13 para a categoria absoluto com Walter Santos, Rafael Silva e Luciano Correa.

Até o momento o Brasil conquistou duas pratas com Mayra Aguiar (78kg) e Leandro Guilheiro (81kg), o que já faz desta a terceira melhor participação do pais em todos os tempos na competição, atrás apenas de Rio de Janeiro 2007 (três ouros e um bronze) e Cairo 2005 (um ouro e um bronze).
R


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias