iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

08/08 - 11:00

Anderson Silva sofre, mas vence Sonnen em "noite americana"

As cinco principais lutas do UFC 117 reuniam atletas dos Estados Unidos contra brasileiros. Norte-americanos levaram a melhor com três vitórias a duas 

Rodrigo Marin, iG São Paulo

Neste sábado, o octógono do UFC (Ultimate Fight Championship) esteve prestes a presenciar a queda de um dos maiores lutadores de sua história. Isso porque o brasileiro Anderson Silva teve de suar, e muito, para vencer seu confronto contra Chael Sonnen.

Na edição de número 117 do evento, realizado na Califórnia, o desafiante ao título esteve em vantagem durante os quatro primeiros rounds, passando a impressão de que venceria por decisão dos juízes e acabaria com o reinado de Silva. Mas, no quinto e último round do confronto, “The Spider”, como é conhecido Anderson no UFC, conseguiu encaixar um triângulo e finalizou o adversário em menos de dez segundos de pressão.

AP
Anderson Silva finaliza seu adversário para vencer a luta no quinto round

A vitória mantém a hegemonia de Anderson na categoria até 84kg, que agora soma oito conquistas consecutivas, sendo a luta contra Sonnen a sétima vez em que defende seu título. O triunfo também aumenta a série invicta do brasileiro, que chegou a 13 combates.

Após a luta, Anderson falou das dificuldades encontradas durante o embate e contou que tem sofrido com uma contusão na costela, obtida durante os treinamentos para o confronto com Sonnen.

“Eu não quero ficar dando justificativa, mas nos treinamentos trinquei a costela. Foi difícil lutar, até porque o Sonnen é um adversário muito forte. O bom é que conseguimos a vitória mesmo com as dificuldades”, disse o brasileiro, que é considerado um dos melhores lutadores de MMA (Mixed Martial Arts) de todos os tempos.

Outro brasileiro que também brilhou na noite foi Júnior Cigano dos Santos, que derrotou Roy Nelson após ser superior durante toda a luta e vencer por decisão unânime dos juízes.

A vitória dá para Cigano a oportunidade de lutar pelo título dos pesos pesados da categoria. Invicto até então, o brasileiro irá enfrentar o vencedor do confronto entre o atual campeão Brock Lesnar e Cain Velasquez, que acontecerá no UFC 121, no próximo dia 28.

Porém, nem tudo foram flores para os brasileiros no octógono californiano. Os outros três lutadores do país que entraram em cena foram derrotados por seus adversários, o que culminou na “derrota” do Brasil diante dos Estados Unidos.

Thiago “Pitbull” foi valente e tentou a vitória até o último instante da luta, mas não bastou. Por decisão unânime, o lutador foi derrotado por Jon Fitch, que obteve o posto de próximo desafiante ao título dos meio-médios (até 77kg).

Destino parecido teve Rafael dos Anjos, que foi dominado por seu adversário, Clay Guido, e desistiu do combate no terceiro round alegando um problema na mandíbula.

O grande susto da noite ficou por conta de Ricardo “Cachorrão” Almeida, que ainda no primeiro round levou um cruzado de esquerda de seu adversário, o experiente lutador Matt Hughes, e foi à lona, sofrendo a finalização na sequência. Ricardo permaneceu desacordado por alguns instantes e deu um susto nos expectadores do confronto, mas felizmente não sofreu danos maiores. 


Leia mais sobre: UFC 117 Anderson Silva

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AP

junior cigano vence nos pesos pesados

Junior Cigano
Lutador brasileiro venceu mais uma e, invicto, irá lutar pelo título dos pesados

Topo
Contador de notícias