iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

05/08 - 17:09

Armstrong teria incentivado doping em sua equipe, diz jornal dos EUA
Ciclista é acusado por ex-companheiros de usar drogas para melhorar o desempenho nas competições

iG São Paulo

O ciclista norte-americano Lance Armstrong, sete vezes campeão da Volta da França, competição mais tradicional do esporte, teria se dopado e incentivado seus companheiros de equipe, a US Postal Service, a fazer o mesmo, disse um ex-colega à Justiça dos Estados Unidos, de acordo com o "New York Times".

Ainda segundo a publicação, os juízes federais intensificaram a investigação criminal sobre Armstrong em julho, assim que terminou a Volta da França, e interrogaram vários companheiros de equipe do ciclista. Esses atletas, que pediram para não serem identificados, explicaram de maneira detalhada que Lance e colegas de equipe se dopavam de modo sistemático.

Em entrevista para o jornal, um ex-companheiro de Lance disse que descreveu à Justiça a maneira como ele se dopava e detalhes da fraude, com a participação efetiva da equipe. De acordo com o atleta, Armstrong estava consciente e incentivou a prática.

Em maio, o também ex-companheiro de Armstrong, Floyd Landis, abalou o ciclismo mundial acusando publicamente o norte-americano e outros membros da US Postal Service de usarem drogas para melhorar o desempenho e de fazerem transfusão de sangue. Landis disse na ocasião que Armstrong encorajava a dopagem e chegou até a vender algumas de suas bicicletas para financiar a prática.

Armstrong, que tem 38 anos de idade, negou qualquer irregularidade e disse que o que Landis declara não tem credibilidade, já que foi banido do esporte por ter sido pego no antidoping em 2006.

O agente especial Jeff Novitzky está encarregado do inquérito e tenta determinar se Armstrong, seus companheiros e os proprietários da sua ex-equipe conspiraram para driblar os seus patrocinadores e melhorar o desempenho nas pistas.

Bryan Daly, advogado que representa Armstrong neste processo, disse ao "New York Times" que os ciclistas que afirmam que ele se dopava estão mentindo. "Eles só querem incriminar e essa é minha preocupação", disse Daly, acrescentando que os promotores estão trabalhando em colaboração com a Agência Nacional Antidoping dos Estados Unidos. "Na medida em que não há ninguém além de Floyd Landis dizendo coisas, temos que olhar as provas científicas, que não mostraram nada", completou.

Getty Images
Lance Armostrong em ação na Volta da França de 2010


Histórico de Armstrong

Uma reportagem publicada pelo jornal francês L'Équipe em agosto de 2005 afirmou que Lance Armstrong teria utilizado EPO (Eritropoietina) na primeira Volta da França que venceu, em 1999. Foi a primeira vez que o norte-americano ficou sob suspeita de fraude. A análise, porém, não revelou qualquer irregularidade.

A acusação de doping gerou controvérsias entre os ciclistas. Alguns argumentavam que a substância não seria considerado doping na época, outros afirmavam ser um complô para desmoralizar Lance, mas o principal motivo para duvidar das acusações era passional, já que o ciclista é muito admirado em todo o mundo, pelo fato de ter se curado de um câncer e voltar vencedor ao esporte.

Em 2006, Lance foi considerado inocente das acusações de doping. Os procedimentos de teste foram insuficientes para considerar a amostra de Armstrong positiva.


Leia mais sobre: Lance Armstrong Ciclismo Floyd Landis

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Getty Images

Lance Armstrong

Lance Armstrong
Ciclista norte-americano é acusando por ex-companheiros de incentivar o doping na equipe

Topo
Contador de notícias