iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

04/08 - 15:27

Náutico aposta no intercâmbio para levar Pernambucano de Remo
Troca de experiência e de atletas entre Recife e Natal ajudou o Clube na competição que também contou com a força de atletas adolescentes

Jaeny do Nascimento, especial para o iG

Qual o segredo de superar 25 anos sem vitórias? Para os atletas do remo do Clube Náutico Capibaribe, a resposta é intercâmbio. A equipe levou para casa o título de Campeão Pernambucano de Remo 2010. Uma conquista com jeito de volta as origens.

“O Náutico tem uma parceria com o Sport Club Natal. Havia uma necessidade de remadores sênior no clube recifense. Então, os atletas desta categoria vieram do Rio Grande do Norte. A força daqui é a garotada. A renovação está garantida por causa desses novos talentos da categoria Junior”, explicou o treinador Claudio Belo, que também é natalense. A troca de experiência através dos treinamentos acontece nos dois estados.

A regata final que decidiria o vencedor transformou-se na festa da conquista. O Sport desistiu de disputar a última prova, já que o concorrente alcançou uma boa margem de pontos: 6x2, 6x2 e 5x3 (pontuação obtida nas três primeiras regatas).  Alguns dos atletas representantes do Rio Grande do Norte que levaram o troféu pelo Náutico foram Ana Luiza, Maria Cristina, Emanuel Borges e Luiz Felipe.

Do lado pernambucano, o atleta Júnior Arthur Henrique, 16 anos, confirma que os investimentos na aquisição de novos equipamentos fez toda diferença na hora da disputa. “A estrutura melhorou com a compra de barcos feitos em fibra. Eles têm mais qualidade quando comparado aos barcos de madeira, o que rendeu a nossa equipe uma grande vantagem”, contou.  O rapaz, que já treina há mais de um ano e sonha em disputar as Olimpíadas, tem outro desafio pela frente. "Agora, estamos com ânimo renovado para enfrentar nosso próximo foco, a Copa Norte-Nordeste de Remo”, afirmou.

O interesse dos jovens pelo esporte que batizou e originou o Clube Náutico garante a renovação do remo.  O projeto “Venha remar no Capibaribe” tenta atrair e mobilizar a força desses adolescentes por meio de visitas escolares. 

 “A finalidade inicial é recuperar a prática do remo ao longo do rio Capibaribe, largamente utilizado no inicio do século XX, quando o esporte era o mais apreciado e praticado em nossa cidade. Visamos transformar os alunos das escolas em atletas para as Olimpíadas de 2014”, contou Marcelo Muniz, um dos diretores do projeto de iniciativa do Clube Náutico.

No momento o projeto não possui patrocinadores, entretanto o Clube dispõe para seus atletas: ajuda - alimentação, alojamento e transporte. Aos 15 anos, Lucas Correia disputou o Campeonato Pernambucano na categoria novos talentos.  “Tive o meu irmão como exemplo para entrar no remo e no Náutico a estrutura necessária para os treinos e uma alimentação reforçada”, elogiou. 

Atualmente, a equipe do Clube Náutico Capibaribe prepara-se para a Copa Norte-Nordeste de Remo que será realizada no início do mês de setembro no Espírito Santo.

 


Leia mais sobre: Náutico remo

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Arquivo pessoal

us remo nautico

Remo no Náutico
Equipe de Recife fez uma regata para comemorar o título pernambucano de 2010

Topo
Contador de notícias