iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

15/01 - 15:25

Judô do Brasil conta com três representantes no IJF Masters

Competição reunirá anualmente os 16 judocas mais bem colocados do ranking mundial

Gazeta Esportiva

Um dos principais países do judô mundial, o Brasil contará com três representantes no IJF Masters, competição que reunirá anualmente os 16 judocas mais bem colocados do ranking mundial. Neste sábado, sobe ao tatame do Ginásio de Suwon, na Coreia do Sul, a peso leve Rafaela Silva, nona na lista. Já domingo é dia do meio-pesado Leonardo Leite (17o colocado, mas beneficiado pela desistência de um rival) e do peso pesado Daniel Hernandes (oitavo).

"É uma competição especial, por isso fiz questão de atender à convocação da CBJ para estar aqui", comenta Hernandes, único brasileiro a conquistar a medalha de ouro em um Grand Slam na temporada 2009 (Grand Slam do Rio de Janeiro). "Tive uma pequena lesão na mão esquerda logo depois do Mundial da Holanda e fiquei um mês e meio me recuperando. Com isso, acabei conseguindo adiantar minhas férias e estar em um bom momento para competir aqui", afirma o judoca.

Leite, por sua vez, não esconde o incômodo com o frio na Ásia - os termômetros estão marcando abaixo de zero na cidade coreana. "Adoro competir, ainda mais sabendo que só vão estar os melhores. Para ajudar, só seria bom levar uns 25 graus do Rio para Suwon", brincou o carioca. "Participar do Masters é certeza de lutas duras. Não precisa nem ver a chave para saber que só vai ter pedreira pela frente", analisou o meio-pesado.

A peso leve Rafaela Silva não quis mesmo esperar o sorteio das chaves para estudar as adversárias. Campeã mundial júnior em 2008 e quinta colocada no Mundial Sênior na Holanda em 2009, a jovem atleta do Instituto Reação, no Rio, sabe bem o que deve encontrar na Coreia.

"Vi a lista das participantes e acho que só não lutei com umas seis, mesmo assim já vi todas em ação. Depois do Mundial júnior esse ano mudei meu jogo para me adaptar às novas regras e estou bastante animada", comentou a atleta, de 17 anos. "Estar numa competição que reúne as melhores do mundo é realmente diferente e uma responsabilidade grande", completa a judoca da Cidade de Deus, que em Suwon viu neve pela primeira vez.

Enquanto a jovem Rafaela vive novas emoções, o experiente treinador Geraldo Bernardes, convocado pela Confederação Brasileira de Judô para compandar a equipe no IJF Masters revive em terras coreanas o momento mais importante de sua carreira como treinador: o ouro olímpico com Aurélio Miguel nos Jogos de Seul, em 1988.

"Quem sabe não trago um pouco de sorte para a equipe dessa vez também?", comentou o técnico de Rafaela Silva no Instituto Reação.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias