iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

19/11 - 15:51

Por tetra, Scheidt e Prada buscam readaptação à Star
O último compromisso da dupla na classe Star foi o Mundial da Suécia, disputado no mês de agosto

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Depois de passar os últimos meses em competições de Oceano na Europa com o STP65 pés Luna Rossa, Robert Scheidt volta a velejar na classe Star ao lado de Bruno Prada na Taça Royal Thames. Campeã em 2004, 2007 e 2008, a parceria busca o tetra na competição disputada no Iate Clube do Rio de Janeiro entre sexta e domingo.

O último compromisso da dupla na classe Star foi o Mundial da Suécia, disputado no mês de agosto. Os velejadores paulistas treinam no Rio de Janeiro desde sábado passado, mas uma forte gripe atrapalhou os planos de readaptação de Robert Scheidt ao longo dos últimos dias.

"Perdi um dia de cama e só posso lamentar isso. Depois de tanto tempo longe do barco, temos de fazer vários ajustes para termos algumas chances", comentou o velejador brasileiro, dono de quatro medalhas olímpicas e dez títulos mundiais (nove na Laser e um na Star). Scheidt espera uma concorrência forte no torneio.

"O Rio vai ser sede do Campeonato Mundial de 2010 e por isso várias duplas do mundo estão aqui para conhecer a raia. Além disso, teremos o Torben, o Lars e o Alan, grandes adversários do Brasil", prosseguiu o competidor, referindo-se aos irmãos Torben e Lars Grael e a Alan Adler.

O proeiro Bruno Prada também demonstra um certo receio em fundão dos três meses de afastamento da embarcação. "Temos bom entrosamento e conhecemos bem o barco, mas a falta de ritmo é muito grande. Você perde décimos de segundo para tomar algumas decisões por estar sem competir há algum tempo", disse.

A campanha olímpica na Star para os Jogos Olímpicos de Londres-2012 é prioridade de Scheidt e Prada. Por isso, na próxima semana eles pretendem participar do Campeonato Sul-Americano. As competições abrem a preparação da dupla para o Campeonato Mundial de 2010, que também será disputado no Iate Clube do Rio de Janeiro.

Na sexta e no sábado, a competição acontece fora da Baía de Guanabara, com sinal de largada previsto para as 13h (de Brasília). No domingo, a competição começa ao meio-dia, desta vez com a raia dentro da Baía, nas imediações da Enseada de Botafogo. Com duas regatas por dia, haverá o descarte do pior resultado caso as seis provas sejam completadas.

Entre os brasileiros, estão Torben Grael e Marcelo Ferreira (bicampeões olímpicas) e Lars Grael e Ronald Seifert (bronze no Mundial da Suécia). Entre os estrangeiros, destaque para os suíços Flavio Marazzi e Enrico de Maria (líderes do ranking mundial) e os americanos Mark Mendelblatt e John von Schwartz e George Szabo e Rick Peters (atuais campeões mundiais).

Robert e Bruno disputaram apenas cinco competições na Star em 2009. Foram campeões no Expert Olympic Garda, na Delta Lloyd Regatta e no Campeonato Aberto Europeu. Eles terminaram em segundo lugar no Campeonato do Hemisfério Oriental e foram 11º colocados no Mundial da Suécia.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias