iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

20/08 - 13:18

Chávez critica golfe olímpico: "É um esporte de burgueses"
Ao lado do rúgbi, o golfe superou uma votação realizada pelos principais membros do COI no último dia 13, quando eles sugeriram que os dois esportes devem ser incluídos no programa olímpico para 2016, substituindo o beisebol e o softbol

Gazeta Esportiva

CARACAS (Venezuela) - A inserção do golfe como um dos prováveis esportes olímpicos a partir dos Jogos de 2016 vem rendendo polêmicas. Aprovado pela cúpula do COI (Comitê Olímpico Internacional), a modalidade não representa o espírito da competição segundo o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, que a classificou como "burguesa" nesta quinta-feira.

Ao lado do rúgbi, o golfe superou uma votação realizada pelos principais membros do COI no último dia 13, quando eles sugeriram que os dois esportes devem ser incluídos no programa olímpico para 2016, substituindo o beisebol e o softbol, que foram descartados depois de Pequim-2008. Ambos, agora, têm grandes chances de aprovação definitiva em outubro, quando a entidade organizará novo encontro em Copenhague.

A medida, porém, não agradou por exemplo a Chávez, que considera a modalidade de Tiger Woods não homogênea o suficiente para se fazer presente nas Olimpíadas. "É um esporte para burgueses. (Os atletas) são tão fracos que nem caminham e são levados por carrinhos".

A opinião do mandatário venezuelano pode ser considerada como mais uma 'cutucada' nos Estados Unidos, um dos países que mais têm relação com o golfe. Além de terem um dos maiores golfistas de todos os tempos, Woods, os norte-americanos, através de sua federação, controlam as regras da modalidade e abrigam três dos quatro majors existentes.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias