iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

13/08 - 17:33

Por boxe feminino, COB anuncia reunião com CBBoxe

Para presidente da CBBoxe, o Brasil teria condições de brigar por medalhas entre as mulheres da modalidade

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou nesta quinta a entrada  de três categorias femininas do boxe nos Jogos Olímpicos de Londres-2012. Diante da novidade, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) divulgou nota oficial para comunicar que planeja se reunir com a Confederação Brasileira de Boxe (CBBoxe).

"Em relação à entrada de três categorias femininas do boxe nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, já definida pelo COI, o COB se reunirá com a Confederação Brasileira de Boxe a fim de traçar a estratégia de preparação do boxe feminino com vistas a Londres 2012", diz a nota.

Presidente da CBBoxe, Mauro Silva comemorou a entrada do boxe feminino no programa olímpico. De acordo com o dirigente, o Brasil teria condição de brigar por medalhas já neste momento. Segundo ele, as mulheres têm mais chance de conseguir um lugar no pódio que os homens do País.

Além de aprovar a entrada do boxe feminino nos Jogos de Londres, o COI selecionou o golfe e o rúgbi para substituir os excluídos beisebol e softbol a partir da Olimpíada de Londres. As duas modalidades apenas esperam por uma ratificação na sessão marcada pela entidade para outubro.

"Se a entrada desses esportes for confirmada, isso implicará em reuniões do presidente do COB (Carlos Arthur Nuzman) com os presidentes da Confederação Brasileira de Rúgbi e da Confederação Brasileira de Golfe e das áreas técnicas do COB e das Confederações para definir o melhor caminho para o desenvolvimento dessas modalidades no Brasil", diz a nota do COB.

De acordo com o comunicado oficial emitido pela entidade na tarde desta quinta-feira, após contatos com Carlos Arthur Nuzman em Berlim, a Federação Internacional de Rúgbi já se mostrou disposta a contribuir com o desenvolvimento da modalidade no Brasil.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias