iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

09/08 - 16:33

Brasil fecha meeting internacional com 16 medalhas
Competição internacional paraolímpica de atletismo reuniu 50 atletas de dez países no Rio de Janeiro

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - O Meeting Internacional Paraolímpico de Atletismo terminou neste domingo com 16 medalhas de ouro para os brasileiros contra quatro dos estrangeiros. A competição reuniu 50 atletas de dez países no Estádio Célio de Barros, Rio de Janeiro.

O domínio anfitrião prevaleceu nas provas de pista, nas quais o país só não terminou em primeiro lugar nos 400m da classe T53/T54. Na oacasião, o experiente argentino Alejandro Maldonado, quarto colocado nos Jogos de Pequim, tirou o ouro da revelação brasiliense Thiago Barbosa, de 18 anos.

Mas nas duas provas mais esperadas do final de semana, o Super Desafio dos 100m, em que atletas de diferentes classes e diferentes deficiências disputam o título de atleta mais rápido da competição, tanto no masculino quanto no feminino, os donos da casa foram soberanos.

No sábado, o piuaiense radicado em Brasília Antônio Delfino foi o melhor e ganhou o ouro. Neste domingo, foi a vez da mineira Terezinha Guilhermina, recordista mundial nos 200m e 400m, medalha de ouro em Pequim nos 100m, na classe T11 (deficiente visual). Com 12s44, ela desbancou a cubana Yunidis Castillo (12s80), amputada acima do cotovelo direito, também recordista mundial nos 100m e 200m em sua classe (T46).

"Corri contra Yunidis em 2006. Ela ganhou os 100m e eu os 200m. Estava engasgada com ela nos 100m. Yunidis é muito boa, é um privilégio correr com ela, até porque somos amigas. Agradeço a todos que me deram a oportunidade de competir com Yunidis aqui no Rio de Janeiro", afirmou a vencedora.

Para o diretor técnico do Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB), Edilson Alves da Rocha, o Tubiba, a competição cumpriu com seu objetivo.

"A realização do Meeting Internacional é de extrema importância para nossos atletas. Aqui, os brasileiros competem em alto nível com seus rivais dos Estados Unidos, Rússia, Cuba e vão se acostumando com essas situações. Assim, quando chegam para participar de torneios mais importantes, como Mundial ou Olimpíada, já estão habituados a esse tipo de pressão", opinou.

No próximo final de semana, dias 15 e 16 de agosto, será a vez das feras da natação internacional tomarem conta das piscinas do Rio de Janeiro. O Parque Aquático Júlio Delamare receberá 70 nadadores de 10 países, além do Brasil, para o Meeting Internacional Paraolímpico de Natação.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias