iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

04/07 - 16:28

Derly e Quadros caem, mas quatro brasileiros vão às semis
Leandro Guilheiro, Sarah Menezes, Érika Miranda e Rafaela Silva passaram à fase decisiva do torneio

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - O Brasil vem vivendo situações distintas no primeiro dia de disputa do Grand Slam de judô do Rio de Janeiro. Neste sábado, Leandro Guilheiro, Sarah Menezes, Érika Miranda e Rafaela Silva passaram à fase decisiva do torneio e já asseguraram ao menos a medalha de bronze. Por outro lado, grandes apostas como João Derly e Ketleyn Quadros decepcionaram e conheceram eliminações precoces.

Terceiro colocado dos Jogos Olímpicos de Atenas e de Pequim, Guilheiro seguiu em grande fase no Maracanãzinho, onde bateu o israelense Iosef Palelashvili e o norte-americano Andrew Porras por ippon e o francês Gilles Bonhomme por yuko até chegar à semifinal da categoria até 73 quilos. Agora, ele decide vaga na decisão contra Mansur Isaev, da Rússia.

Assim como Leandro Guilheiro, Sarah Menezes deu continuidade ao bom momento neste sábado. Atual vencedora das etapas de Madri e Lisboa da Copa do Mundo, ela buscará continuar viva na modalidade até 48 quilos contra a japonesa Emi Yamagishi. Antes de pensar na oriental, a brasileira aplicou um ippon sobre Veronica Prado, dos Estados Unidos, e um yuko sobre a belga Amelie Rosseneu.

O grupo dos semifinalistas canarinhos no Grand Slam carioca de judô ainda ficou maior a partir das classificações de Érika Miranda (até 52 kg) e Rafaela Silva (até 57), que enfrentam na próxima fase respectivamente a francesa Audrey La Rizza e a japonesa Nae Udaka.

Após ter sido cortada de última hora das Olimpíadas de Pequim devido a uma lesão nos ligamentos do joelho direito, Miranda eliminou a colombiana Yulieth Sanchez com um wazari e a holandesa Kitty Bravik com um yuko. Campeã mundial junior em 2008, Silva venceu a norte-americana Angelica Delgado por ippon e a francesa Morgane Ribout por um wazari.

Derly e Ketleyn caem: Se há quatro brasileiros nas semifinais do Grand Slam, dois dos mais renomados judocas brasileiros foram batidos precocemente em solo carioca. Bicampeão mundial, João Derly se despediu na segunda rodada da categoria meio-leve; medalhista de bronze em Pequim-2008, Ketleyn Quadros foi ainda pior e perdeu em sua estreia no peso leve.

Derly, que chegou ao Rio de Janeiro com pinta de favorito, anotou um ippon para superar seu primeiro desafiante, o austríaco Andreas Mitterfellner, mas não resistiu quanto encontrou o russo Alim Gadanov, que praticou o mesmo golpe para triunfar. "Não consegui melhorar a pegada ao longo da luta e perdi nisso", afirmou o brasileiro, derrotado pelo terceiro colocado do último Campeonato Europeu.

Quadros, por sua vez, teve de lamentar a queda logo na rodada inicial no Rio de Janeiro. Primeira brasileira na história a ganhar uma medalha individual nos Jogos Olímpicos, ela caiu ante os dois wazari da austríaca Sabrina Filzmoser. "Antes eu era novidade, agora as adversárias já estão me estudando", argumentou. "Agora é ver onde errei e trabalhar mais".


Leia mais sobre: Grand Slam de judô Brasil

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias