iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

10/12 - 17:24

São Caetano quer o bi entre as mulheres no judô

Versão feminina do Grand Prix Nacional chega à sua terceira edição neste fim de semana, em Belo Horizonte

Gazeta Esportiva

SÃO CAETANO - Após alcançar o vice-campeonato entre os homens, chegou a vez das mulheres da USCS/São Caetano brigarem pelo título do Grand Prix Nacional de Judô. A versão feminina da principal competição da modalidade no país chega à sua terceira edição neste fim de semana, em Belo Horizonte.

Nos dois primeiros anos de disputas, os títulos foram para o Esporte Clube Pinheiros (2005) e para a então IMES/São Caetano (2006) – o torneio não foi realizado em 2007.

Manter o primeiro lugar, no entanto, não será nada fácil para a equipe do ABC. Isso porque o principal nome da equipe, Edinanci Silva, bronze nos mundiais de 1997 e 2003, é desfalque certo por conta da recente morte do pai.

Assim aumenta a responsabilidade das demais judocas, como a meio-médio Danielli Yuri, que disputou os Jogos Olímpicos de Pequim, em agosto. “A Edinanci é a mais experiente e sempre motivou a equipe. Mas, mesmo com este desfalque, temos boas chances. Nosso grupo é homogêneo e unido”, garantiu.

Além de Danielli, São Caetano será representado por Marieta Nascimento, Juliene Ariecha, Arethusa Ribeiro, Gabriela Garcia e Maria Suellen Althman, que substitui Edinanci.

Na terceira edição do Grand Prix de judô feminino os clubes disputarão um sistema melhor de cinco lutas em todas as categorias. As oito equipes foram divididas em dois grupos de quatro.

Na chave A estão USCS/São Caetano, Sogipa, Unisul e Gama Filho. Na B estão Pinheiros, Minas Tênis Clube (de Ketleyn Quadros, bronze em Pequim), Espaço Futuro e Betim. Os dois primeiros de cada chave avançam às semifinais.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias