Tamanho do texto

Jorge Guimarães disse que a lesão grave na perna não encerra a carreira do lutador brasileiro

A grave fratura sofrida na perna esquerda durante o combate com o americano Chris Weidman, no dia 28 de dezembro, em Las Vegas (EUA), não encerrará a carreira de Anderson Silva. Quem garantiu foi Jorge Guimarães, empresário do lutador, ex-campeão do UFC entre os pesos médios.

"Acredite em mim, ele vai voltar", afirmou Guimarães ao site americano TMZ.

Silva teve alta no dia 31 de dezembro, dois dias após passar por cirurgia na perna esquerda para amenizar a fratura na tíbia esquerda. De acordo com os médicos do UFC, o prazo mínimo de recuperação é de seis meses. Após deixar o hospital, o lutador usou as redes sociais para publicar uma foto ao lado da família .

'MMA não é esporte', detona deputado após fratura chocante de Anderson Silva

"Ele fez um segundo raio X (na última quinta-feira) e tudo parece bem. Houve a fratura, mas os nervos (da perna) estão OK. Ele já iniciou a fisioterapia e está movendo os dedos", detalhou o agente, que reafirmou a confiança na volta de Anderson Silva ao octógono.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.