Tamanho do texto

Campeão Jon Jones foi acusado de mandar um espião assistir aos treinos de Rampage Jackson

nullJon Jones e Rampage Jackson estão entre os atletas mais polêmicos do UFC. Com isso, o combate dos dois valendo o cinturão dos meio-pesados no UFC 135 não poderia ser antecedido de maneira tranquila. O desafiante fez uma série de declarações acusando o campeão de usar espiões para saber sobre seus treinamentos antes do duelo do dia 24 de setembro, em Denver (EUA).

Jon Jones foi acusado de usar um espião em sua primeira defesa do título
Josh Hedges/UFC
Jon Jones foi acusado de usar um espião em sua primeira defesa do título
De acordo com Rampage, Jones infiltrou um espião em sua academia para analisar a estratégia durante os trabalhos. Ele chegou até a fingir uma lesão, que teria sido informada aos dirigentes do UFC pelos próprios treinadores do campeão. Desta forma, a tese de Jackson teria sido comprovada.

Veja também: Anderson Silva vai aos prantos com vitória de Minotauro. Assista

“No fim do dia, eu não me importo com isso. Estou tranquilo. O Jon Jones pode até acampar por aqui para me ver treinar, pois nada o que ele fizer será suficiente para parar o que vou fazer com ele”, afirmou o desafiante, que apesar das suspeitas não nomeou o suposto espião.

Filme sobre o campeão Anderson Silva passará no Rio em outubro

O campeão, por sua vez, se defendeu das acusações de maneira categórica e negou a ação respondendo de maneira provocativa.

“Não sou o tipo de pessoa que pega atalhos na vida. Diferente de você, MMA não é algo que eu faça por dinheiro. É o meu meio de vida, e nunca desrespeito a integridade disso. Nunca desceria tão baixo, acredite em mim ou não. Espero que você tenha um fim de treino saudável e seguro”, afirmou Jon Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.