Tamanho do texto

Brian Stann foi condecorado pelo presidente e hoje é a imagem patriota do UFC nos Estados Unidos

Divulgação
Brian Stann sempre entra com a bandeira dos EUA no octógono
Brian Stann é um dos principais lutadores do UFC e uma ameaça em potencial ao cinturão de Anderson Silva. Mas a realidade é que o atleta já enfrentou rivais muito mais assustadores do que qualquer brutamontes do Ultimate. Capitão dos Fuzileiros Navais dos Estados Unidos, ele é um herói da Guerra do Iraque, condecorado pelo presidente e com uma história digna de filme hollywoodiano.

Em sua passagem pelo Oriente Médio em 2005, Brian Stann tinha a obrigação de comandar a resistência norte-americana em uma ponte iraquiana próxima à fronteira com a Síria. Foi então que sua unidade foi vítima de uma emboscada e acabou cercada por forças inimigas.

Veja também: José Aldo lamenta perda de peso e cogita subir de categoria

Durante seis dias, Stann comandou uma tropa de 42 homens diante de ataques iraquianos que vinham de 360°. Após finalmente receber apoio do exército americano, Stann assegurou a sobrevivência de todos os seus soldados envolvidos no combate.

“Quando começou, foi uma luta intensa, mas no decorrer dos dias ganhamos confiança. Conseguimos apoio aéreo e de tanques e isso foi um grande golpe para o inimigo”, comentou Stann.

Por conta da liderança, o lutador do UFC foi condecorado e citado num discurso do ex-presidente George W. Bush. Ele ainda teve sua história contada em um episódio especial do History Channel. “Os prêmios representam os meus homens. Servem para mostrar o que os homens fizeram por lá”, completou.

Depois de sua passagem pelo Iraque, Stann voltou toda a atenção para o MMA. E atualmente, o lutador é usado como uma espécie de símbolo patriota do UFC nos Estados Unidos. Ele representa o torneio em todos os eventos ligados ao exército e sempre entra no octógono com a bandeira dos Estados Unidos a pedidos da franquia.

Brian Stann recebe a
Reprodução
Brian Stann recebe a "Estrela de Prata" pela atuação no Iraque
No momento, Brian Stann está em alta após somar três vitórias consecutivas. Ele é o último obstáculo de Chael Sonnen antes da aguardada revanche contra Anderson Silva. Caso derrote o capitão das forças armadas neste sábado, o polêmico inimigo dos brasileiros terá uma nova chances de disputar o cinturão dos médios contra o Aranha, seu eterno desafeto.

Confira ainda: Jones rebate Steven Seagal e diz que preferia treinos com Jet Li

“Todos querem ver essa revanche e tenho consciência que sou visto como um empecílio para que isso aconteça, mas também desejo ter a minha chance de brigar pelo título”, concluiu.

O card principal do UFC 136 está marcado para começar às 22h (horário de Brasília) deste sábado. O canal Combate transmite as lutas ao vivo por meio do pay-per-view.

Confira os principais duelos do UFC 136:
Frankie Edgar (EUA) x Grey Maynard (EUA)
José Aldo (BRA) x Kenny Florian (EUA)
Chael Sonnen (EUA) x Brian Stann (EUA)
Joe Lauzon (EUA) x Melvin Guillard (EUA)
Leonard Garcia (EUA) x Nam Pham (EUA)
Demian Maia (BRA) x Jorge Santiago (BRA)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.