Tamanho do texto

Depois da temporada com Randy Couture para duelo com Rith Franklin, em 2009, GSP foi seu sparring para o UFC RIO

Vitor Belfort será uma das principais atrações do segundo UFC Rio , sábado, a partir das 22h, na Arena HSBC, na Barra da Tijuca. Carioca, 34 anos, o agora peso médio (84 kg) enfrentará o estreante na categoria Anthony Johnson. Ex-campeão das categorias pesado (acima de 93 kg) e meio-pesado (93k), ele vai experimentar a sensação de lutar pela primeira vez em seu estado. Para não fazer feio, entrará no octógono bem preparado. Pelo menos para isso serviram os exaustivos treinos com o campeão meio-médio (77kg) Georges St-Pierre .

Infográfico: Veja como chegar e assistir ao UFC Rio no sábado

Vitor Belfort e Randy Couture treinam juntos antes do retorno do brasileiro ao UFC, em 2009
Arquivo pessoal
Vitor Belfort e Randy Couture treinam juntos antes do retorno do brasileiro ao UFC, em 2009
Esta, na verdade, é a segunda vez que Vitor inclui em seu training camp uma espécie de intercâmbio com grandes campeões. Às vésperas de voltar para o UFC, em 2009 – após cinco anos longe da maior organização de artes marciais mistas (MMA) do mundo -, ele passou um período em Las Vegas treinando com a lenda Randy Couture, de 48 anos - há um ano aposentado do esporte após derrota para o brasileiro Lyoto Machida em sua despedida.

Deu resultado: em setembro daquele ele ano, o "Fenômeno", como é conhecido no mundo do Vale-Tudo, nocauetou o americano Rith Franklin com três minutos de luta. O desafio se deu em um peso casado: 88 kg.

Vitor esteve em novembro com GSP para um período de treinos de jiu-jítsu sem quimono. O encontro de grandes ídolos, segundo o lutador carioca, mostra que o MMA chegou ao patamar no qual se encontra hoje graças à união dos campeões.

“Todas as barreiras que o MMA conseguiu quebrar se devem muito aos ícones do esporte. Caras que estão batalharam muito tempo por isso, como o Minotauro, o Randy Couture e até eu mesmo. Sempre sonhamos em colocar o UFC neste patamar que é hoje”, comentou Vitor. “É importantes os campeões estarem juntos, se ajudando. Quem tem a ganhar com isso é o esporte”, completou o faixa preta de jiu-jítsu de Carlson Gracie.

Mesmo GSP sendo mais leve que o brasileiro, a técnica do canadense, invicto há cinco anos, é rara atualmente dentro do MMA. Versátil, St-Pierre se destaca tanto na luta de chão quanto na trocação. Vitor foi só elogios ao campeão.

“Ele é um grande amigo, um grande ídolo. Eu admiro caras como ele, com bom comportamento. Essa é a chave, treinar com campeões. Foi uma honra treinar com ele".

Confira as lutas do UFC Rio

Card principal:

José Aldo (BRA) x Chad Mendes (EUA)

Vitor Belfort (BRA) x Anthony Johnson (EUA)

Rousimar “Toquinho” Palhares (BRA) x Mike Massenzio (EUA)

Erick Silva (BRA) x Carlo Prater (BRA)

Edson Barboza (BRA) x Terry Etim (ING)

Card preliminar:

Thiago Tavares (BRA) x Sam Stout (CAN)
Gabriel Napão (BRA) x Ednaldo Lula (BRA)

Yuri Marajó x Michihiro Omigawa (JAP)

Ricardo Funch (BRA) x Mike Pyle (EUA)

Felipe Sertanejo (BRA) x Antonio Carvalho (CAN) 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.