Tamanho do texto

Ex-campeão dos médios da organização retorna ao octógono após longa punição por testar positivo em exame antidoping

Anderson Silva acertou um chute em Vitor Belfort e derrubou o compatriota em 2011
Divulgação
Anderson Silva acertou um chute em Vitor Belfort e derrubou o compatriota em 2011

O tão aguardado e comentado retorno de Anderson Silva ao UFC finalmente está próximo de acontecer. No sábado (27), o ex-campeão dos médios entra no octógono para enfrentar o britânico Michael Bisping, pelo UFC Fight Night: Silva vs. Bisping, em Londres, na Inglaterra. Por este motivo, o iG Esporte relembra algumas vitórias marcantes do brasileiro na maior organização de MMA da atualidade. 

Oriundo do Cage Rage, Spider estreou no Ultimate em junho de 2006 e quatro meses mais tarde ganhou o cinturão da categoria peso-médio depois de nocautear Rich Franklin. Em fevereiro do ano seguinte, defendeu pela primeira vez o título diante de Travis Lutter, relembre abaixo (áudio em inglês):

Anderson defendeu o cinturão mais cinco vezes e lutou também contra James Irvin na categoria meio-pesado. E justamente nesta categoria, ante Forrest Griffin, ele proporcionou uma luta épica, em agosto de 2009. Assista abaixo (áudio em inglês): 

Um ano mais tarde, Silva encarou o falastrão Chael Sonnen pela primeira vez. Em um longo combate, o curitibano finalizou o norte-americano no último round e chegou à oitava defesa de cinturão. Assista os últimos minutos abaixo (áudio em inglês):

Anderson voltou ao octógono seis meses mais tarde contra ninguém menos que Vitor Belfort. O confronto, porém, não passou do primeiro round. Assista abaixo (áudio em inglês):

Em julho de 2012, não satisfeito com a primeira derrota, Sonnen quis uma revanche. O UFC atendeu o pedido e Silva nocauteou o norte-americano. Assista abaixo (áudio em inglês):

Três meses mais tarde, Anderson ainda derrotou Stephan Bonnar no Rio de Janeiro e fez a sua 12ª defesa de título. Em julho de 2013, no entanto, Anderson caiu para Chris Weidman e conheceu uma derrota após sete anos de invencibilidade. Em dezembro veio a revanche contra o norte-americano, mas, com uma grave lesão no segundo round, foi derrotado novamente.

Após mais de um ano, em janeiro de 2015, Spider voltou ao octógono e venceu, por decisão unânime, Nick Diaz (relembre momentos abaixo) . Entretanto, um exame antidoping realizado antes do combate, apontou a presença de androsterona e drostanolona, substâncias proibidas, o que acarretou uma punição de um ano do lutador em julgamento realizado em agosto.