Tamanho do texto

Americana surpreendeu no último domingo ao nocautear a até então imbatível Ronda Rousey e ficar com o cinturão

Holly Holm acertou o chute que derrubou Ronda Rousey pela primeira vez no UFC
Josh Hedges/UFC
Holly Holm acertou o chute que derrubou Ronda Rousey pela primeira vez no UFC

Há quem diga que a derrota da até então invicta Ronda Rousey no UFC 193 para a compatriota Holly Holm , pelo cinturão dos galos, foi a maior zebra do Ultimate. Ao longo da história, algumas vitórias de azarões foram marcantes e, juntamente com a da nova campeã, ficarão lembradas para sempre no mundo do MMA. Relembre:

Anderson Silva x Chris Weidman

Amplo favorito no duelo em julho de 2013, Anderson Silva, após 17 vitórias consecutivas, sendo 16 no UFC, e dez defesas do cinturão dos médios, foi superado pela primeira vez no Ultimate e voltou a sentir o gosto amargo da derrota após sete anos. 

Anderson Silva leva série de golpes no chão e é derrotado por Chris Weidman
Donald Miralle/Getty Images
Anderson Silva leva série de golpes no chão e é derrotado por Chris Weidman

Com excesso de provocação, incluindo a guarda baixa, esquivas e conversas com o então desafiante, Spider quase foi nocauteado no primeiro round. No segundo, a tática do brasileiro continuou a mesma, mas em um erro, ele acabou acertado por um soco e na sequência, nocauteado. Na revanche, cinco meses depois, Silva, no segundo round, tentou um chute baixo, mas quebrou a perna e perdeu a segunda luta consecutiva no MMA.

Leia mais:

Quem é Holly Holm, a loira boxeadora que destronou Ronda Rousey no UFC? Anderson Silva se declara fã de Ronda e apoia ex-campeã: ‘Levante a cabeça’
Assista: vídeo mostra Ronda atordoada após nocaute

Mirko Cro Cop x Gabriel Napão

Em 2007, o croata Mirko Cro Cop, um dos maiores astros do MMA, já tinha um cartel com 22 vitórias e quatro derrotas ao enfrentar o brasileiro Gabriel Napão, até então um desconhecido no exterior, com apenas oito lutas em seu histórico. Mas, assim como o experiente Cro Cop, Napão tinha como uma das principais armas o chute forte alto e foi assim que ele surpreendeu.

Gabriel Napão acerta um chute em Mirko Cro Cop
Gary M. Prior/Getty Images
Gabriel Napão acerta um chute em Mirko Cro Cop

Ainda no primeiro round, com um chute na cabeça, Gabriel nocauteou Mirko e o fez conhecer sua quinta derrota, naquela que foi considerada a luta da noite, no UFC  70, em Manchester, na Inglaterra.

Maurício Shogun x Jon Jones

No UFC 128, em março de 2011, o brasileiro Maurício Shogun, que havia acabado de ganhar o cinturão dos meio-pesados, foi desafiado pelo então novato Jon Jones. Com um cartel de 19 vitórias e quatro derrotas, Shogun era o favorito daquela luta, mas o norte-americano vinha em uma crescente, com apenas uma derrota em 13 combates.

Mauricio Shogun é derrotado por Jon Jones e perde o cinturão
Al Bello/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
Mauricio Shogun é derrotado por Jon Jones e perde o cinturão

Os dois primeiros rounds foram de Jones, que castigou o rival com socos e cotoveladas. No terceiro, a surra continuou, Shogun não aguentou a força do jovem e foi nocauteado. Jones se tornaria, então, o mais novo campeão da história do UFC, com 23 anos.

Leia também:

Brasileiro ajudou Holly Holm na luta contra Ronda 

Em entrevista a Jimmy Fallon, Ronda "previu" sua derrota. "Tentará um chute"

Renan Barão x TJ Dillashaw

Invicto há 33 lutas, Renan Barão chegou como favorito, em maio de 2014, na edição 173 do UFC, para a sua quarta defesa do cinturão dos galos, diante do norte-americano TJ Dillashaw, que tinha apenas 11 lutas como profissional no MMA e era a zebra.

Até então favorito, Renan Barão leva chute que o levaria a ser superado por TJ Dillashaw
Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
Até então favorito, Renan Barão leva chute que o levaria a ser superado por TJ Dillashaw

Dentro do octógono, no entanto, a realidade foi outra. Barão foi dominado por Dillashaw nos quatro primeiros rounds e na metade do último, levou um chute na cabeça e alguns socos e perdeu por nocaute técnico. Foram 140 golpes significativos do norte-americano e apenas 60 do brasileiro. Na revanche, em julho deste ano, Barão foi derrotado novamente com uma sequência de socos no quarto round.

Anthony Pettis x Rafael dos Anjos

Campeão do peso-leve do UFC, o norte-americano Anthony Pettis era o favorito na sua segunda defesa de cinturão, em maio deste ano, na edição 185, realizada em Dallas, nos Estados Unidos. Do outro lado, porém, estava o brasileiro Rafael dos Anjos, que vinha de quatro triunfos consecutivos com 23 vitórias e sete derrotas.

Rafael dos Anjos atinge o então campeão Anthony Pettis
Ronald Martinez/Getty Images
Rafael dos Anjos atinge o então campeão Anthony Pettis

Superior nos cinco rounds, dos Anjos venceu por decisão unânime dos juízes e tornou-se o primero brasileiro campeão dos leves da história do UFC, além de faturar o prêmio de performance da noite. Em dezembro, Rafael fará sua primeira defesa de cinturão, diante de Donald Cerrone, em Orlando, nos Estados Unidos.

E mais: Dana White e Holly Holm concordam: ‘Ronda merece revanche imediata’

E mais:  Surra para Holly Holm faz Ronda Rousey passar por cirurgia plástica

Cain Velasquez x Júnior Cigano I

Dono do cinturão dos pesados do UFC e até então invicto no MMA com nove vitórias, o norte-americano Cain Velasquez enfrentou o brasileiro Júnior Cigano, que tinha apenas três anos na organização, em novembro de 2011, na Califórnia, Estados Unidos.

Junior Cigano atinge Cain Velasquez para se tornar campeão dos pesos-pesados do UFC
Donald Miralle/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
Junior Cigano atinge Cain Velasquez para se tornar campeão dos pesos-pesados do UFC

Apesar do favoritismo, Velasquez foi surpreendido com um cruzado de direita ainda no primeiro round, que o derrubou. Na sequência, Cigano castigou Cain com socos, sendo interrompido pelo juíz e considerado vencedor por nocaute técnico. Ele se juntou a Vitor Belfort e Minotauro como os brasileiros campeões dos pesados. Posteriormente, em duas revanches, Cigano foi superado duas vezes pelo norte-americano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.