Tamanho do texto

Marcos Martinez despencou no ringue mesmo sem ter sido atingido em cheio pelo dominicano Braulio Domínguez

Combate entre o argentino Marcos Martinez (à esquerda) e o dominicano Braulio Domínguez
Reprodução de TV
Combate entre o argentino Marcos Martinez (à esquerda) e o dominicano Braulio Domínguez


Dois golpes com a direita, outro com a esquerda, e nocaute. A cena seria corriqueira no boxe, não fosse por um detalhe: nenhum dos socos atingiu o adversário. Esse momento insólito aconteceu em Montevidéu, no Uruguai, no último sábado. O combate era entre o argentino Marcos Martínez e o dominicano Braulio Domínguez, válido pelo título interino latino dos pesos-superpenas do Conselho Mundial de Boxe.

Leia: Preparador de Cyborg admite que lutadora pode reduzir peso para enfrentar Ronda

No segundo assalto, Domínguez aproveitou-se da lentidão do rival no ringue para atacar. Tentou um gancho de direita, que passou no vazio. Depois veio um cruzado de esquerda, que raspou na cabeça de Martínez. O terceiro golpe, um cruzado de direita, passou longe porque o argentino já estava despencando na lona.

Enquanto Domínguez comemorava a queda, Martínez cuspiu o protetor bucal e parecia ter sentido os golpes. Na sequência, tentou se levantar e tropeçou no ringue, como se estivesse tonto. No córner, recebeu atendimento médico e a arbitragem decretou o nocaute técnico, causando estranheza. Armação? Nenhum dos envolvidos se manifestou sobre as suspeitas pelo resultado da luta.

Veja o vídeo abaixo e tire suas próprias conclusões:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.