Tamanho do texto

Norte-americana aceita trocação com Bethe, acua brasileira com sua própria arma e a faz beijar a lona em 34 segundos

Mais campeã e dominante do que nunca, Ronda Rousey nem deu chances para Bethe Correia na luta principal do UFC 190 realizado na madrugada deste domingo, na HSBC Arena, no Rio de Janeiro.

Com um boxe devastador, Rousey nocauteou Bethe em 34 segundos e, além de enterrar o sonho da brasileira de ser campeã do UFC, pôs fim à invencibilidade da desafiante na categoria peso-galo feminino.

Bethe Correia é nocauteada por Ronda em 34 segundos
Getty Images
Bethe Correia é nocauteada por Ronda em 34 segundos


O combate começou com muita intensidade e se Bethe tentava desacelerar, Ronda a perseguia como se sua vida dependesse disso. Alternando uma série de cruzados e diretos, a campeã do UFC, e agora com 12 vitórias no Cartel, encurralou Bethe na grade até levá-la praticamente inconsciente ao chão.

A vitória arrasadora de Ronda reafirma a hegemonia da lutadora no MMA atual. Principal referência do esporte na atualidade, Ronda surge mais carismática e implacável a cada defesa de cinturão. “Foi como o esperado”, avaliou a campeã, que se refere ao país como local de sorte.

Para Bethe Correia, a própria luta já foi uma conquista. "Sonhei muito, é um grande dia". A brasileira reconhece que a norte-americana conseguiu o que queria ao acertá-la e reafirma: "Quero ser campeã".


Shogun sai vitorioso sob vaias
Após 10 anos, Maurício Shogun vence Rogério Minotouro por decisão unânime dos juízes, na categoria peso-meio-pesado no UFC . A pontuação foi de 29-28, 29-28 e 29-28. O público, no entanto, vaiou a decisão.

O confronto histórico repete o resultado da luta anterior, quando Shogun venceu seu adversário.

Veja todos os resultados do UFC 190
Glaico França (BRA) vence Fernando Açougueiro (BRA), com mata-leão aos 4'46 do 3º round, e fatura título dos pesos leves do TUF Brasil 4
Reginaldo Vieira (BRA) vence Dileno Lopes (BRA), na decisão unânime dos jurados, e garante título dos pesos galos do TUF Brasil 4
Stefan Struve (HOL) vence Rodrigo Minotauro (BRA) na decisão unânime dos jurados (pesos pesados)
Antônio Pezão (BRA) vence Soa Palelei (AUS) por nocaute a 0'41 do 2º round (pesos pesados)
Cláudia Gadelha (BRA) vence Jessica Aguilar (EUA) na decisão unânime dos jurados

Card preliminar
Demian Maia (BRA) vence Neil Magny (EUA) com um mata-leão aos 2'52 do 2º round (meio-médios)
Patrick Cummins (EUA) vence Rafael Feijão (BRA) por nocaute a 0'45 do 3º round (meio-pesado)
Warlley Alves (BRA) vence Nordine Taleb (CAN) com uma guilhotina aos 4'11 do 2º round (meio-médios)
Iuri Marajó (BRA) vence Leandro Issa (BRA) na decisão unânime dos jurados (pesos galos)
Vitor Miranda (BRA) vence Clint Hester (EUA) por nocaute aos 2'38 do 2º round (pesos médios)
Guido Cannetti (ARG) vence Hugo Wolverine (BRA) por decisão unânime dos jurados

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.