Tamanho do texto

Lutador brasileiro se recuperou de fratura na perna esquerda e retorna ao octógono do UFC no dia 31 de janeiro, diante do americano Nick Diaz, em Las Vegas

Às vésperas de voltar ao octógono mais de um ano depois de fraturar a perna esquerda, Anderson Silva ainda tem muita moral no UFC. O presidente do Ultimate, Dana White, afirmou que o brasileiro vai disputar o cinturão dos médios caso vença Nick Diaz no dia 31 de janeiro, em Las Vegas, na luta principal do UFC 183.

Leia mais: Ring girl brasileira do UFC é indicada ao Oscar do MMA. Confira fotos

“Esse mês será o melhor janeiro da história da companhia. Tivemos Jon Jones X Daniel Cormier e, agora, vamos esperar o vencedor de Alexander Gustafsson x Anthony Johnson, que vai enfrentar Jones ainda esse ano. Anderson Silva e Nick Diaz também vão lutar e, se o Anderson vencer essa luta, ele vai enfrentar o vencedor de Chris Weidman x Vitor Belfort”, disse Dana White, em entrevista ao canal “FOX Sports 1”.

Veja 50 fotos que definem a carreira de Anderson Silva:

Dessa forma, Anderson Silva, ex-campeão dos médios, poderá ter nova chance de recuperar o título que lhe foi tirado em julho de 2013, quando perdeu para Chris Weidman. O americano será desafiado pelo brasileiro Vitor Belfort no dia 28 de fevereiro.

Veja também:  Exame antidoping aponta uso de cocaína de Jon Jones, que fará reabilitação

Durante a recuperação da fratura na perna, Anderson Silva declarou algumas vezes que não tem pressa para alcançar o cinturão novamente. Inclusive, citou os amigos Ronaldo Jacaré e Lyoto Machida na sua frente na fila. Jacaré é amigo e companheiro de treino de Anderson na academia X-Gym e já tinha sido apontado como novo desafiante ao título, em caso de vitória sobre Yoel Romero, luta que acontece também no dia 28 de fevereiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.